visite a galeria de fotos littlemixpics.com

últimas imagens enviadas
06.04.20

Se existe justiça nesse mundo, Little Mix teria um hit número um nos Estados Unidos. Um dos maiores absurdos da história da música pop é a infeliz ignorância dos Estados Unidos sobre o maior grupo de garotas pop da última década: Little Mix. O grupo multi platinado e premiado teve sucesso em todo o mundo e são uma das maiores artistas do Reino Unido. Mas, apesar de tamanho talento e de músicas boas e viciantes, a Little Mix ainda não alcançou um sucesso popular nos Estados Unidos.

Embora a pandemia global do Covid-19 tenha interrompido vários lançamentos de álbuns, Little Mix aproveitou esse ansioso momento para lançar o que é, sem dúvida, a melhor música de sua carreira. ‘Break Up Song‘ tem a mesma vibe inspirada nos anos 80, qualidade sinth-heavy, dance pop que fazem outros sucessos recentes, como a “Future Nostalgia” de Dua Lipa e as “Blinding Lights” do The Weeknd, tão excelentes.

É um hino empolgante e animador para a sobrevivência, uma música que traz magicamente uma lembrança das pernas dançantes e jaquetas de couro mal ajustadas, mesmo que nenhuma dessas jovens (do Little Mix) estivessem vivas nos anos 80. Mas ainda há uma pontada de melancolia no coração, emanada da ideia de dançar para afastar a dor.

Não quero voltar no tempo, porque o que é outra noite solitária?” e o último verso: “Eu sei que sob essas luzes, eu sou boa sem você. Por todas as lágrimas que chorei, cantarei mais alto hoje à noite – deixe tocar sem parar.

Há um pouco de ironia no momento do lançamento dessa música magnética. Tem muitas músicas pop dançantes saindo agora, e todos nós estamos presos em nossas casas – incapazes de dançar nas baladas com nossos amigos, confinados em nossas salas de estar solitárias. Isso é um saco e não há muito que possamos fazer sobre isso agora, agora que mantemos essa nossa distância social.

Mas “Break Up Song” e sua dançabilidade são inegáveis. E é apenas um hit comovente e de perfeição de música pop da Little Mix. Não há melhor momento para se familiarizar com a melhor girl band pop em atividade hoje, quando poderíamos usar a motivação para levantar do sofá e sorrir.

A história da Little Mix é sobre talento e crescimento.

Little Mix, como uma equipe de super-heróis, é maior que a soma de suas partes. Mas individualmente, essas partes também são muito boas. Little Mix é composta por Perrie Edwards, Jesy Nelson, Leigh Anne Pinnock e Jade Thirlwall, todas mulheres com mais de 20 anos. Todas são cantoras fantásticas e, desde que venceram a oitava temporada do X-Factor UK em 2011, elas venderam mais de 50 milhões de discos em todo o mundo, se tornaram multi-platinas no Reino Unido e lançaram cinco álbuns. Mas nos Estados Unidos, elas não conseguiram nem um gostinho nos charts da Billboard.

Os artistas  europeus tem tido dificuldades de fazer sucesso e não é algo incomum nos Estados Unidos. Por algum motivo, estrelas do pop da Europa como Kylie Minoque, Girls Aloud ou até mesmo o fenômeno mundial atual, Dua Lipa, têm tido dificuldades de encontrar o mesmo sucesso em solo americano do mesmo jeito que na Europa. Ao invés disso, elas triunfam como favoritas dos Estados Unidos, adoradas por fãs que tiraram seu tempo para investir nelas.

De verdade, o fato de que os americanos não amam a música dance-pop internacional é uma loucura, lamentável.

É estranho, pois músicas pop dançantes são de constante sucesso nos Estados Unidos. O mais próximo que o público geral americano têm de Little Mix é o grupo Fifth Harmony. Cada grupo foi composto de garotas que foram colocadas juntas por causa de reality shows e foram em busca de conquistar um sucesso em vendas de gravações de músicas pop.

Little Mix ganhou a oitava temporada no programa britânico, The X-Factor em 2011, um ano antes de Fifth Harmony ser montado na versão americana do mesmo programa. Mas a maior diferença entre os dois grupos é que, diferentemente de Fifth Harmony, a Little Mix ainda continuam juntas.

Little Mix sempre teve um som próprio graças as vozes potentes e especiais do grupo, harmonias fantásticas, e uma vibe que é brilhante, fácil de ficar na cabeça e uma influência revolucionária ao pop dos anos 90. Isso ficou bem aparente logo no começo de sua carreira, em 2012 com o single “Wings” e “Black Magic,” seu hit de 2015, é a personificação do incrível pop chiclete.

Mas só porque o quarteto faz um hit algodão doce não quer dizer que cada uma delas não são vocalistas talentosas. Edwards, Nelson, Pinnock e Thirlwall possuem vozes tremendas e cada uma com suas qualidades específicas. Todos os fãs possuem suas favoritas entre as garotas, seja a de Perrie Edwards com uma combinação de poder e rispidez que me deixa constantemente chocado.

Uma versão acústica de uma música é a melhor forma de ouvir o quão talentosa Edwards é – e as outras, também – como podemos ouvir no cover de “Love On The Brain”, da Rihanna.

É quando os vocais estonteantes e as melodias pop bem chicletes se juntam que Little Mix se destaca. O hit de platina do grupo, “Shout Out to My Ex” é um exemplo perfeito. A música de 2016 deu ao grupo uma grande vitória de um Brit Award no seu país natal e basicamente é uma música sobre Edwards (que co-escreveu a música com suas colegas de grupo) e seu romance com o antigo membro da One Direction, Zayn Malik.

Malik e Edwards namoraram por quatro anos e foram noivos até eles terminarem as coisas dramaticamente. Malik começou a namorar a supermodelo Gigi Hadid três meses depois. Tudo isso está documentado na música, mas ao mesmo tempo, também é sobre todos os nosso ex’s, e é um perfeito hino pop emponderado.

Os vocais de Edwards deixam o ritimo da música elevado, mas são os momentos mais leves que me ganham.

Acho que eu devia dizer obrigado pelos ‘eu te odeio’ e as tatuagens. Ah querido, eu estou bem, a propósito“, canta Thirlwall, mudando a direção da música indo de raiva até uma auto-reflexão e aceitação. “Nem sei se te amei mesmo. Vá em frente, querido, vou viver a minha vida, minha vida” ela canta.

Shout Out to My Ex” canaliza a mesma energia de música de término de “Since U Been Gone”, de Kelly Clarkson ou, mais recentemente, “thank u, next”, de Ariana Grande. Mas Little Mix leva essa energia direto para a pista de dança, ou para um passeio no litoral dentro de um conversível.

Comparando músicas antigas com as novas, fica claro o quanto essas mulheres se tornaram confiantes ao longo dos anos. É uma coisa bacana de se observar no crescimento delas. Como é possível vê-las permanecerem fiéis às suas mensagens de empoderamento, especialmente direcionadas para meninas, jovens e pessoas LGBTQ+.

Como qualquer outra girl band pop de sucesso, as integrantes da Little Mix têm sido alvo de fofocas de tabloides, incluindo insultos sobre a maneira que se vestem e até mesmo de seus corpos. Jesy falou sobre depressão e distúrbios alimentares em seu documentário da BBC, Odd One Out. A procura pelo amor, amizade e mudança do grupo transforma-se para uma imagem mais madura de críticas sem fim.

Agora que elas estão na indústria há quase uma década, as meninas estão prontas para irem cara-a-cara com a mídia junto de canções como ‘Shout Out To My Ex‘. O grupo até mesmo virou o jogo em seus haters usando críticas que foram colocadas contra elas mesmas em músicas como ‘Woman Like Me‘ e ‘Wasabi‘.

“Adora me odiar, maluco, falso. Me cospe como se fosse um wasabi picante“, Thirlwall canta no refrão de Wasabi. A canção, lançada em 2018, se arrasta das perfeitas harmonias do grupo para um lado mais sombrio e sarcástico. É tudo sobre as especulações e críticas as quais muitas mulheres estão sujeitas, o que faz o tom mudar completamente.

Me lambe, sou doce e salgada. Mistura e desce pelo meu corpo. Adora me odiar, me elogiar, me ofender. De qualquer forma, você fala de mim…Thirlwall ronrona.

‘Wasabi’ segue ao que o grupo já previa: um momento significante na história da Little Mix é que elas se mudaram para uma nova gravadora, RCA, depois de se separarem da gravadora de Simon Cowell, SYCO no final de 2018. A música foi a última em parceria com a antiga gravadora.

O grupo finalmente deixou sua origem de reality show para trás. Ao que parece, Little Mix está mais no controle de suas músicas e da direção que querem seguir, o que parece estar refletido em ‘Break Up Song’.

Por todas as vezes que eles nos ferraram, deixe tocar sem parar“, as garotas cantam no refrão de ‘Break Up Song’ uma letra que poderia ser facilmente sobre ex-namorados – ou poderia ser também sobre as oportunidades que elas não tiveram por conta da antiga gravadora.

A marca registrada da Little Mix harmonias e vocais ainda estão lá, ‘Break Up Song’ e seu último álbum lançado pela SYCO em 2018, LM5, parece fresco e mais com o estilo de música que elas querem seguir.

Ao mesmo tempo, em evidência com ‘Break Up Song’, Edwards, Nelson, Pinnock e Thirlwall nunca tiveram medo de se lançarem nas alegrias do dance pop. Elas também lançaram uma de suas melhores músicas para a pista de dança sem medo.

Parte da felicidade de ser fã da Little Mix foi de assistir essas talentosas mulheres amadurecerem graciosamente, – e sem desculpas – de ver esse crescimento através de suas músicas. E não é tarde demais para os americanos as ouvirem, na verdade esse ponto de virada na carreira das meninas pode ser o melhor momento para arriscar.

Tradução & Adaptação: Equipe BrasilLM

Fonte original: Vox

Salvo em: Break Up Song | Noticias
Little Mix Brasil • Hospedado por Flaunt • Layout por Lannie D online &