visite a galeria de fotos littlemixpics.com

últimas imagens enviadas
18.05.20

Jade se juntou a todas as pessoas que estão participando do projeto #MentalHealthAwarenessWeek (Semana da Conscientização da Saúde Mental) e escreveu do fundo de seu seu coração um lindo poema, que foi publicado através do site theworldfrommywindow.com. O The World From My Window (O mundo Pela Minha Janela), é uma campanha global que está reunindo histórias de todas as pessoas do mundo que estão vivendo a quarentena durante essa pandemia.

Conheça Lockdown Word Vomit, poema escrito pela Jade:

Eu gosto de deitar na minha banheira vazia. Deixando a água fluir como em um videoclipe.
Já faz algum tempo desde que eu chorei.
Assistindo o mundo parar de minha janela em meu flat lá no alto.
Eu tomei a liberdade como garantida.
Bebi 18 garrafas de vinho.
Me deito acordada pensando demais, atormentada pela ansiedade durante a noite.
Eu leio livros. Abraço cristais.
Óleo de CBD e banhos quentes – e coloco lavanda em todos os travesseiros na esperança de acalmar minha mente frenética. Abraços virtuais, web-namoros e sonhos eróticos.
Me sentindo culpada por estar feliz com as mudanças na rotina.
Festas em casa e quizzes e aulas de culinária e Skype.
Me sinto tão 2020 quando eu quero me sentir mais ’99.
Aprendendo que é a minha família e meus amigos que me fazem sorrir genuinamente.
‘Quando tudo isso acabar’ e ‘estar segura’ se tornando o novo ‘nos falamos depois’ e ‘até mais’.
Eu vou ás lojas e enlouqueço quando toco no corrimão das escadas rolantes.
Influenciadores sociais competem em quem está mais isolado enquanto enfermeiros/as e cuidadores usam máscaras como forma de se blindar.
Há um novo regozijo no rosto de meus pais toda vez que eu vejo se estão bem.
Me sinto mal por saber que antes eu dava desculpas para não dar-lhes do meu tempo.
Eu posso ser uma filha melhor.
Maratono Money Heist.
Aprendo que ser preguiçosa e não fazer porra nenhuma não é crime.
Lendo mais e ouvindo música.
Me sentindo mais inspirada a escrever.
Minha alma pode realmente florescer quando minha criatividade brilha.
Procurando em fotos antigas de meu avô Mohamed e eu deveria vestir minha herança, minha raça e raízes com mais orgulho.
Crimes de ódio contra raças.
Mais transfobia.
Entre nossos líderes o privilégio branco ainda prevalece.
Não deveríamos ter aprendido mais do que nunca o que significa ser gentil?
Eu queria poder fazer mais do que usar minha plataforma para fazer o certo.
Será que alguém gosta de mim por quem eu sou ou por QUEM eu sou?
Sou o suficiente?
Foda-se.
Sim, eu sou.
Como todos, eu acho que estou apenas fazendo o melhor que posso.
Queria que minha avó estivesse por aqui pra ver o quão unida a família está hoje.
Há um novo calor quando eu ouço as crianças dizerem ‘Tia Jade’ pelo telefone.
Mas uma recém descoberta ansiedade, rezando para que minha mãe fique bem.
Nós iriamos rir se você tivesse nos dito que sair pra comprar ovos não seria seguro.
Empresas falindo e pedidos na Asda e constante negatividade nas notícias.
Me pergunto quantos gostariam de escolher o quanto e não o pouco.
Ficar dentro de casa se tornou o novo fruto de nosso trabalho.
Aprender o que realmente significa ser um bom vizinho.
E a cada sinal de arco-íris sinto um pouco de esperança para a próxima geração.
Esperando que as crianças aprendam com isso como ser uma melhor nação no futuro.
Há uma solidariedade silenciosa de que todos nós ficaremos bem
Aprendi que preciso ser uma amiga melhor. Me pergunto como nós iremos lidar quando tudo isso acabar.
O que vai ser a “vida normal” então?
Espero ser livre, mas ainda não livre de novo.
Jade, Londres, Inglaterra.

Salvo em: Noticias
Little Mix Brasil • Hospedado por Flaunt • Layout por Lannie D online &