visite a galeria de fotos littlemixpics.com

últimas imagens enviadas
09.10.20

Um programa de talentos que trata seus participantes como pessoas, não só entretenimento.

Logo do início, há algo diferente no The Search, o novo programa de talentos de Little Mix. Ele tem uma sensação caloroso e alegre – desde o set rosa claro decorado com nuvens neon, até as jarras de doces retrô colocadas no canto. No entanto, é o próprio Little Mix que ilumina o lugar com seus sorrisos, bondade e abordagem amigável aos seus participantes.

Isso é realmente o que separa The Search dos outros. Sua abordagem mais inclusiva e bondosa que conduz a questão de que acima de tudo essa é uma procura por talento.

Você não irá encontrar nenhuma piada barata nele – nenhuma audição extremamente vergonhosa, nenhuma história triste ou cantores de brincadeira. É claro que todo e cada participante foi selecionado baseado em seu talento, e se eles têm ou não o necessário para entrar na banda/grupo que vai apoiar Little Mix em sua turnê na próxima primavera.

Dispostas a evitarem recriar as próprias experiências negativas desde que ganharam o The X Factor em 2011, Leigh-Anne Pinnock, Jesy Nelson, Jade Thirlwall e Perrie Edwards destacaram a importâncias dos cuidados pós programa durante uma entrevista recente com o Radio Times:

“Nossos cuidados pós programa para esses participantes é tão importante para nós porque nós não tivemos muito disso. Nós nunca tivemos ninguém nos checando para ver como estávamos indo mentalmente, tudo foi simplesmente ‘vai, vai, vai’. Eu pessoalmente não sinto que houve alguém que se importou.”

Com experiências em primeira mão da montanha-russa emotiva que os participantes são colocados para passar em reality shows da TV, as garotas sabem melhor do que ninguém o que a ferramenta que é o feedback negativo, pode causar na sua saúde mental.

Este entendimento de como é ser jogado nos holofotes, juntamente com quase uma década de experiência na indústria musical, traz um ar fresco ao clássico painel de jurados de programas de talentos. Enquanto o The X Factor tem percorrido um chão por 16 anos, relembrando as mesmas histórias antigas, The Search faz uma decisão muito consciente de se distanciar das tropas estabelecidas do formato.

“Acho que o problema é quando o programa é tipo um script”

Diz Jade Thirlwall, falando ao Radio Times.

“Quando eles agem, tipo, ‘Essa vai ser uma história triste,’ aí eles param a música na metade e perguntam se eles têm mais outra coisa. Nós acostumamos tanto a ver isso, que acabou perdendo autenticidade.”

Enquanto na maioria dos outros programas de talentos, você consegue ver os arquétipos num painel de jurados de cara – sempre tem um malvado, um bonzinho, um engraçado e um atrevido – as integrantes do Little Mix não se encaixam nessas categorias. Você é capaz de ver que as garotas não estão fazendo um personagem – elas são verdadeiramente e autenticamente elas mesmas, e exalam uma confiança que encoraja seus participantes de fazerem a mesma coisa.

Com os dois primeiros episódios que foram ao ar no último fim de semana, você consegue ver como os participantes são encorajados e apoiados pelo programa em cada passo do caminho. Desde as garotas vibrando e gritando com os perfis das redes sociais deles, até as boas-vindas calorosos que recebem quando passam pela bolha rosa da sala de audições, o programa prepara cada participante para se apresentar da melhor forma que puderem.

Tendo feito audições desesperadoras na frente de milhares quando foi suas vezes, Little Mix sabe o quão aterrorizante todo o processo de audição pode ser. Essa experiência pessoal informa a maneira que elas tratam os participantes quando entram na sala, os deixando animados, e tomando um tempo para conhecê-los antes de os lançarem na audição.

Um momento que se destaca no segundo episódio ocorre quando um participante chamado Promise cai no choro quando pensa sobre o quanto essa audição vai significar para a sua família. Ao invés de ser explorado como uma história triste, Jesy gentilmente o tranquiliza, ajudando-o a se recompor, e relembrando a ele que esse momento é o dele para brilhar.

Ser capaz de ajudar as pessoas a superar o nervosismo é uma habilidade única que elas têm, e permite uma conexão maior com cada pessoa que passa pela porta.

No entanto, estabelecer essa conexão com cada participante esperançoso pode as vezes ser uma maldição e uma benção. Assim que elas aprendem sobre a vida de uma pessoa, seus sonhos e aspirações, isso pode dificultar ainda mais dizer um “não” para eles. Ainda assim, sempre que os participantes acabam sendo rejeitados, o grupo toma o cuidado de prover críticas construtivas e que ajudem, encorajando pessoas a seguir atrás dos seus sonhos, não importa o que aconteça.

Na verdade, o conselho técnico que Little Mix compartilha sobre os vocais das pessoas e técnicas de apresentação é algo que é raramente visto em programas de talento hoje em dia, dando para participantes que não passaram, dicas que eles podem usar e trabalhar nelas. Este programa não está na indústria de colocar pessoas para baixo só por querer, e sempre dá motivos verdadeiros e concretos do porquê alguém pode não ser a escolha certa para se encaixar no grupo que Little Mix tem em mente.

Little Mix: The Search não somente se afasta do tom cínico e zombeteiro de programas de talento do passado, mas também mostra que é possível que reality shows da TV tenham uma abordagem integrada para com o bem dos seus participantes. Tratá-los com cordialidade e compaixão do começo até o fim. Bondade é realmente do que é feito o coração desse programa. Vamos esperar que isso inspire outros reality shows de TV a fazerem o mesmo.

Fonte: Digital SPY | Tradução & Adaptação: Equipe BrasilLM

Little Mix Brasil • Hospedado por Flaunt • Layout por Lannie D online &