visite a galeria de fotos brasillm.com/gallery

últimas imagens enviadas
16.09.20

E o sexto álbum de estúdio da Little Mix já tem titulo e data de lançamento confirmados e está mais próximo do que nunca.

Há alguns meses em entrevistas elas tem dado dicas que o nome tinha ligação com celebração e alegria, fazendo jus ao titulo oficial que será CONFETTI, divulgado oficialmente nas redes sociais do grupo.

CONFETTI será lançado em todas as plataformas e fisicamente em 06 de novembro de 2020. Break Up Song e Holiday são algumas das músicas irão compor o novo lançamento do grupo.

Você poderá pré-salvar CONFETTI a partir desta sexta-feira.



13.09.20

Little Mix, o maior e mais amado girlgroup, vencedoras do melhor programa de talentos da Inglaterra ao topo dos charts do UK e da Billboard, se tornando o melhor girlgroup da década, retorna com seu single ‘Holiday’.

Sendo um grupo com mais de 5o milhões de records vendidos ao redor do mundo, Little Mix presenteou para quem precisa descansar o seu mais novo single, ‘Holiday’. O grupo, que é amado pelas suas incríveis habilidades vocais e performances, lançou o seu novo single para o verão.

Com uma batida viciante, a música é o segundo single do seu sexto álbum depois de ‘Break Up Song’, que é amado por toda a Inglaterra e o Top 10 dos charts. ‘Holiday’ tem a pegada energética e refrescante de Little Mix.

Uma entrevista exclusiva com Jade Thirlwall do Little Mix, que nos deu uma viagem através da música quando não é possível viajar. Confira:

 

“Você pode descrever que tipo de música ‘Holiday’ é?”

Provavelmente é uma música que escrevi há um ano atrás. Durante o processo de criação, eu queria uma música cheia de positividade e boas vibrações. Tipo férias de verão. Depois de terminar essa música, como um imprevisto, ela acabou saindo no meio de uma pandemia. Agora as pessoas tem que ficar dentro de casa (diferente de como faziam) e elas não podem viajar. Acho que é importante se sentir feliz em tempos como esse, e eu espero que essa música ajude.

“Qual a melhor recomendação de férias do Little Mix?”

Particularmente, eu gosto de viajar. Gosto de conhecer a cultura do lugar onde estou. Então eu geralmente pego ônibus quando viajo, explorando ao redor o máximo que posso.

“De onde você tira inspiração para compor?”

A música do Little Mix é inspirada por muitos lugares. Hoje em dia parece que as músicas dos anos noventa e dois mil tem influenciado bastante. Acho que o novo álbum vai ter muita música da mais moderna à velha guarda do pop. Eu também me inspiro em muitas artistas femininas, como Destiny’s Child.

“No clipe de Holiday, todas se transformaram em pequenas sereias. Tem alguma personagem da Disney que você goste?”

Claro, eu sou louca por personagens da Disney. Eu não consigo escolher apenas uma. No momento eu estou apaixonada por Moana. Além disso, acho que Moana é um ótimo modelo de inspiração pra crianças como a minha sobrinha. Independente, forte, e Moana sabe o que faz. Acho que não é só um bom modelo pra meninas, mas pra meninos também.

“Agora você está comandando o The Search, um novo programa de audições, e você é campeã do programa mais famoso do UK. Quais são as três coisas mais importantes pra ter sucesso como artista?”

Na minha opinião, talento é a primeira coisa pra ser um bom artista. E você tem que dar o seu melhor. Mas ao mesmo tempo não deve esperar sucesso fácil. Porque é uma indústria muito difícil de ter sucesso e se estabelecer. Quando trabalho, sempre acabo encontrando coisas inesperadas. Aconteça o que acontecer você tem que seguir em frente, sem perder a fé. E particularmente, acho que bondade é tão importante quanto as outras coisas. Se você for gentil com as pessoas, elas vão estar mais do que felizes em te ajudar quando você precisar.

“Tem algum artista ou músicas que você está gostando muito hoje em dia?”

Hoje em dia eu gosto de ouvir um artista britânico chamado Nao. Ele é muito talentoso. Eu também escuto muito Tinashe e Blackpink. Na verdade eu também sou muito fã do Blackpink. Ah! E alguns dias atrás eu vi a performance do BTS no VMA e foi fantástico. A coreografia foi maravilhosa. Assim que vi a apresentação me apaixonei. Meu álbum favorito no momento provavelmente é o Chromatica da Lady Gaga.

“No momento, as pessoa tem que passar o tempo em casa. Como você faz isso?”

Tenho feito muitas coisas criativas que eu não podia fazer antes, porque não tinha tempo. Tenho lido bastante e desenhado também. Também brinco bastante com lego. Tento muitas coisas artísticas. Ao mesmo tempo tenho cuidado da minha saúde. É importante cuidar das seu coração durante o isolamento. Recentemente comecei a confeitar em casa. E mesmo que eu volte a trabalhar como antes, seria legal poder manter essas atividades.

“Qual seu lanche favorito?”

Sou do norte da Inglaterra. Eu cresci em uma cidade chamada Newcastle, e eu amo tortas recheadas de lá. Meu prato favorito é o tradicional ‘Mince and Dumplings” (carne picada e bolinhos).

“Você pode compartilhar o que anda ouvindo na sua playlist?”

Fiz uma playlist e deu certo.’Sober’ de Mahalia e Itgoyo. ‘Adore You (Feat. Abhi Dijon)’ do Nao, ‘Needed Me’ da Rihanna, tem músicas como as da Solange, gosto muito das músicas dela. ‘Lockdown’ do Koffee. É uma música que se encaixa nos dias de hoje. E finalmente ‘Die in a Little Bit (feat. Ms. Banks)’ da Tinashe.

“Além das músicas do Little Mix, tem alguma música de algum artista/grupo que você queira fazer cover?”

Não acho que tenham muitos grupos ativos hoje em dia. Ah eu quero fazer cover da música da Lady Gaga e Blackpink ‘Sour Candy’, acho que seria legal. ‘Head & Heart (fear. MNEK)’ do Joel Corry, parece uma ótima música. E ‘Say So’ da Doja Cat também parece se encaixar no estilo do Little Mix.

“Ouvi dizer que você foi ai show do Blackpink em Londres, certo?”

Sim! Foi uma ótima performance. Pra ser sincera, também sou muito fã de K-pop. Acho que as apresentações, roupas e clipes são muito legais.

“Onde você se vê daqui a 10 anos?”

Ótima pergunta. Não sei, mas quero ser uma pessoa feliz. Acho que Little Mix vai estar mais madura. Quero ter conhecido mais fãs ao redor do mundo. Performar em lugares que ainda não performamos. Continuar criando músicas.

“Dê um alô pros mixers coreanos.”

Olá mixers coreanos! Fico feliz em poder falar com vocês. Os fãs coreanos são especiais pra nós. Quero conhecer vocês pessoalmente e agradecer o quanto antes possível. Espero poder recompensar vocês com mais músicas e retribuir seu amor pelo Little Mix. Obrigada!

Fonte: MelOn | Tradução & Adaptação: Equipe BrasilLM



10.09.20

Little Mix lançou recentemente o Music Video para o seu mais novo single “Holiday” e após o lançamento, elas deram aos seus fãs uma visão dos bastidores de como tudo foi filmado.

Perrie Edwards, Leigh-Anne Pinnock, Jade Thirlwall, e Jesy Nelson, vestiram biquínis enquanto filmavam o clipe com tema subaquático na frente de uma tela verde. Revelando como conseguiram o visual subaquático, os membros da banda trabalharam seus ângulos em frente à tela para parecer que estavam submersos.

Parte do cenário foi construído com pedras e outras formas de vida marinha, enquanto uma árvore coberta de ouropel foi posicionada atrás de Jade em uma cena particularmente chamativa.

Perrie estava deslumbrante em um biquíni peculiar com babados, que era combinado com um par de calças curtas. Ela usava seus cabelos loiros em ondas de sereia e os puxou para cima em um rabo de cavalo. 

Leigh-Anne relaxou em uma espreguiçadeira em um biquíni assimétrico estiloso, combinado com uma parte de baixo de biquíni e combinando com detalhes de fivela prateada. Ela usava seus cabelos castanhos presos em um rabo de cavalo alto, que era trançado e caía em cascata por suas costas enquanto ela dançava com a música.

Enquanto isso, Jade impressionou com um recorte de uma peça, enquanto deixava seus cachos naturalmente cacheados soltos.

Durante outra parte do vídeo, Jade se juntou a seu colega de banda Jesy, enquanto os dois estavam embrulhados em um conjunto estilo toga branca. Um dos destaques do filme é quando as quatro mulheres se vestem de sereias, calçando rabos de peixe reluzentes e um bask metálico. Enquanto estavam em outro lugar, eles se contorciam na areia no leito do oceano.

Confira o vídeo completo legendado:

Fonte: Daily Mail | Legenda, tradução & adaptação: Equipe BrasilLM



10.09.20

Pode ter levado 27 anos para que Jade Thirlwall do Little Mix abraçasse totalmente sua descendência egípcia-iemenita, mas ela certamente está recuperando o tempo perdido. A musicista compartilha sua história com a Vogue Arábia.

Eu cresci em uma área chamada Laygate, South Shields, no nordeste da Inglaterra. É perto das docas onde muitos árabes trabalharam desde 1920. Meu avô Mohammed chegou por volta de 1943 do Iêmen . Ele trabalhou como bombeiro na marinha mercante, antes de se tornar um operário no cais.

Foi em South Shields que ele conheceu minha avó Amelia, cujo pai era do Egito. Eles estavam muito apaixonados e se estabeleceram na cidade costeira. Eles amavam a grande comunidade árabe e todos permaneceram juntos. Infelizmente, minha avó faleceu quando minha mãe tinha apenas quatro anos, então nunca tive a chance de aprender muito sobre minha herança egípcia, mas meu avô falava muito sobre ela.

Embora meu avô não obrigasse seus filhos ou netos a seguir sua religião, ele era um muçulmano devoto e queria que soubéssemos sobre sua fé e cultura. Morávamos perto da mesquita local e ele me contava belas histórias sobre quando foi a Meca . Ele sempre cozinhava para nós também – adorei sua canja de galinha com khubz, que é o melhor pão do mundo.

Lembro-me dele jejuando no Ramadã e, durante o Eid, eu esperava por ele do lado de fora da mesquita e dizia “Eid Mubarak” para seus amigos quando saíam, e eles me presenteavam com uma moeda de uma libra. Era importante para ele aprender a ler e escrever em árabe, então todos os sábados eu ia para a escola muçulmana. Tenho boas lembranças disso.

Passei dos 8 aos 10 anos, mas acho que infelizmente era muito jovem para entender como era importante aprender. Eu também ia à igreja todos os domingos, mas em termo de fé, não sei em que acredito. Acho, talvez, que isso decorra de tantas crenças e opiniões colocadas sobre mim. Tive uma infância feliz. Minha escola primária era incrivelmente multicultural – havia muitos requerentes de asilo e refugiados de todo o mundo, então eu me senti parte disso.

Isso mudou quando eu era adolescente e fui para a escola secundária. Meu avô faleceu e de repente eu senti como se tivesse perdido toda essa parte de mim. Ele era a pessoa que eu procuraria quando me sentisse mal. Ele me fez sentir orgulhoso de quem eu era – ele era minha linha de compreensão da minha herança árabe. Eu me senti sozinha. Na escola, não me enquadrei em nenhum grupo, comecei a sofrer preconceito e racismo . Eu era uma das poucas pessoas de cor na escola, então desde o início me senti excluída.

De onde eu venho na Inglaterra, se você não fosse evidentemente negro ou branco, você era colocado nesta tigela grande de uma “outra” coisa. Costumava ser chamada da palavra com P, que não entendia por que não sou paquistanesa. Eu também era chamada de mestiça. Durante um incidente, alguém me prendeu no banheiro e colocou uma mancha de bindi em minha testa. Havia uma completa falta de educação e compreensão das diferentes raças e crenças. Isso afetou minha saúde mental.

Fiquei muito deprimida e isso desencadeou o distúrbio alimentar que tive durante a escola. Olhando para trás, percebo que experimentei micro agressões ainda quando criança, fosse fazendo parte de musicais na minha cidade natal e colocando pó branco no rosto para me misturar com o resto do elenco, ou não conseguindo fazer parte do elenco porque não havia nenhuma pessoa de cor no musical. Foi até me mudar para Londres, um ambiente multicultural, para perceber como era confuso.

Eu tinha 18 anos quando me mudei, logo depois de fazer The X Factor. Passei de uma pessoa negra simbólica para estar em Londres, onde isso não importava. De repente, fui lançado no centro das atenções (com Little Mix), e as pessoas não sabiam o que eu era, então aceitei. Eu havia reprimido quem eu era porque não tinha orgulho.
Fui levada a pensar que deveria ter vergonha de minha identidade, então não falei o suficiente sobre minha herança em entrevistas. Fico triste em pensar nisso agora.

Quando eu era mais jovem, não via representação suficiente de árabes em revistas ou na TV, e quando via pessoas que se pareciam com meu avô, elas sempre eram mal representadas. Existe esse estereótipo de muçulmanos sendo terroristas. Lamento não ter falado mais sobre isso, mas era jovem e estava com medo. Estou tentando compensar isso agora. Estou mais aberta para ser essa voz para as pessoas. Acho que isso acontece quando você tem mais confiança em si mesma e mais curiosidade.

Minha mãe e eu começamos a olhar mais para a nossa cultura e é algo que está nos aproximando. O movimento Black Lives Matter e a guerra no Iêmen geraram muitos traumas para minha mãe, que acho que a reprimiu por um longo tempo também. Os últimos meses foram muito reveladores para nós. Falamos mais do que nunca sobre raça e quem somos.

Como adulta, estou me conectando mais com meu lado árabe – é uma pena que tenha levado até agora para entender isso. Ser árabe é uma coisa linda. Estou tentando aprender mais sobre o idioma; de fato, durante nossa turnê pelos Estados Unidos com Ariana Grande, eu fiz um curso online de árabe. Um dos meus objetivos é aprender o idioma para poder viajar mais para o Oriente Médio.

Eu recebo muitas mensagens de fãs árabes dizendo que eles me admiram e que é adorável ver uma representação positiva de uma mulher árabe na cultura pop. As mensagens foram um dos gatilhos que me incentivaram a explorar quem eu realmente sou.

Quando eu era jovem, meu avô costumava tocar canções árabes para mim, e acho que isso me influenciou. Quando estou no estúdio de gravação, as pessoas dizem que percebem que tenho herança árabe porque, quando faço riffs, toco-as em um estilo árabe, o que é adorável. Meu avô adorava me ouvir cantar – esse é definitivamente um dos principais motivos pelos quais comecei a gostar da música.

Uma das minhas lembranças favoritas dele foi quando comprei para ele um despertador em forma de Meca que tocava a chamada para a oração. Ele tocou e começou a chorar me fez perceber o quão poderosa a música pode ser. Levei muito tempo para abraçar minha herança e gostaria de ter feito isso antes. Quero que as pessoas saibam que você é uma coisa linda – aprenda sobre seus ancestrais e aprenda sobre sua herança. Isso lhe dá um propósito.

É importante para mim usar minha plataforma para ser uma pessoa melhor e aumentar a conscientização, especialmente sobre o que está acontecendo agora no Iêmen. Não está sendo falado o suficiente. Estou me esforçando para ser um modelo melhor para meus fãs e ser uma artista que eu gostaria de ter visto quando era jovem.

Fonte: Vogue Arabia | Tradução & Adaptação: Equipe BrasilLM



10.09.20

Little Mix está procurando a próxima onda de talentos para apoiá-las na turnê. O grupo revelou que encontrou alguns “grupos incríveis” como parte de seu próximo show de talentos, The Search, conseguindo que a maior parte dele fosse filmada antes do lockdown.

As meninas do girlgroup se tornaram mentoras para a próxima geração de artistas depois de lançar sua própria busca por uma banda, que terá a chance de apoiá-las na turnê.

Elas começaram a filmar antes da pandemia do coronavírus e dizem que são gratas por ter terminado a maior parte do programa antes que o mundo fechasse por vários meses.

Jade Thirlwall disse ao Metro UK:

The Search está pronto para ser lançado e estamos muito animadas para que o mundo veja isso. Trabalhamos muito nele e terminamos todo o processo de audição pouco antes do lockdown, felizmente.

Dado que elas próprias foram formadas em um processo semelhante, o grupo está animado para ter a chance de encontrar alguns artistas talentosos e oferecer-lhes sua grande chance.

Jade continuou:

Temos alguns grupos incríveis que montamos e é algo que nunca fizemos antes, então acho que as pessoas verão Little Mix sob uma luz totalmente nova, nos ver como mentoras de pessoas. Acho que o que é tão empolgante para nós sobre o show é o quão autêntico ele é e você pode realmente ver como trabalhamos juntas. Nós encontramos algumas pessoas incrivelmente talentosas e esperamos poder usar nossa plataforma e a plataforma do programa para dar a eles uma carreira incrível.

Enquanto a maioria das audições foram concluídas antes do lockdown, o grupo está planejando ter shows ao vivo para as finais – cuja logística ainda está sendo discutida antes do programa ir ao ar neste outono.

Perrie Edwards explicou:

Os shows ao vivo – estamos trabalhando nisso neste momento estranho. Estamos muito contentes por termos conseguido filmar, editar e preparar tanto antes que isso acontecesse. – É estranho agora.

Fonte: Metro UK | Tradução & Adaptação: Equipe BrasilLM

PS: No dia 26 de setembro o “The Search” irá estrear, e nós  já criamos o canal no telegram para postar todos os episódios legendados. Entrem no nosso canal para o programa: https://telegram.me/lmthesearch



Little Mix Brasil • Hospedado por Flaunt • Layout por Lannie D &