visite a galeria de fotos brasillm.com/gallery

últimas imagens enviadas
06.05.21

Jade Thirwall tem uma letra favorita do novo verso de Saweetie no remix da música “Confetti”:

Eu gosto de quando ela diz sobre cortar o pau de alguém fora e colocá-lo em um ensopado”, diz Thirwall. “Esse é o meu trecho favorito.

Suas companheiras de banda, Perrie Edwards e Leigh-Anne Pinnock, caem na gargalhada quando ela recita a frase numa chamada de live que ocorreu um dia antes do lançamento oficial do single. Isso acontece muito quando conversamos com Little Mix: gargalhadas aleatórias de piadas internas e apoio constante ao que as outras estão dizendo. Isso porque apesar do ano 2020 ter sido difícil – além da pandemia global, que teve a sua turnê mundial adiada, a integrante, Jesy Nelson deixou a banda em dezembro – Little Mix tem que estar muito feliz.

Em janeiro, a banda conseguiu seu quinto single número um; um mês depois, elas venceram o prêmio “Gamechangers in Music” da Glamour UK e estão atualmente competindo na categoria de Best Group no Brit Awards deste ano – para não mencionar, poucos dias após esta entrevista (seu primeiro como um trio nos Estados Unidos), Pinnock publicou um anúncio da gravidez de seu primeiro filho.

“Começamos 2021 quando ‘Sweet Melody’ alcançou o primeiro lugar, o que foi um estímulo incrível depois do tempo que ficamos em quarentena”, diz Edwards. “Estávamos tão animadas para voltar. Durante a quarentena, eu acho que percebemos em casa o quanto sentimos falta de fazer tudo e o quanto nós amamos isso.

De certa forma, o remix de  Saweetie para “Confetti” é uma celebração perfeita de onde Little Mix está agora: é divertido, é livre e é, acima de tudo, uma celebração do poder feminino.

“Sempre há espaço para o empoderamento feminino”, diz Pinnock. “Acho que é o que fazemos de melhor. Então, nós absolutamente amamos ter mulheres nas nossas músicas – é bom ter tantas mulheres a bordo o quanto possível quando se trata de colaborações. Saweetie em ‘Confetti’ foi simplesmente perfeito. Ela é definitivamente alguém que sentimos que incorpora isso.”

A música em si é um hino pop que te faz sentir bem, pronta para os dias em que todos nós possamos realmente voltar para a boate novamente – algo de que a banda está consciente ao escolher que música lançar neste momento.

“Todo mundo está querendo festejar e eu acho que temos algumas músicas para serem lançadas que [podem ajudar] as pessoas a fazerem isso”, observa Pinnock.

Até lá, as meninas improvisaram uma boate fake para a música, graças a um clipe divertido com as meninas vestidos como seus alter-egos com barba e tudo. Embora seja “um dos dias mais engraçados de [sua] vida”, de acordo com Pinnock, a filmagem teve muitas dificuldades.

“Eu estava tipo,‘Oh, esta é uma ideia tão incrível, eu mal posso esperar para ser um cara’, diz Edwards. “Então, no segundo que eles começaram a colocar as próteses, eu literalmente não conseguia respirar. Eu estava tipo, ‘Oh não. Este é um plano ruim.”

O conceito, no entanto, é algo que elas desejavam fazer há muito tempo e, neste momento, elas não estão mais se segurando.

“Chegamos a um ponto em que pensamos, ‘Sim, vamos fazer qualquer coisa que não fomos capazes de executar antes ou que ainda não tenhamos marcado na nossa lista de coisas que queremos alcançar como banda,”, diz Thirwall.

Esse pensamento vem em parte em razão do ano passado ter sido colocado em espera, mas toda a história da banda também teve parte nisso, de certa forma: este ano marca dez anos de Little Mix. Elas não têm mais nada a provar.

“Quando fomos colocadas juntas, estávamos muito entusiasmadas e um pouco ingênuas para tudo. Nós meio que concordamos com o que pensávamos que deveríamos ser”, relembra Thirwall. “Estávamos apenas descobrindo quem éramos de verdade. Nós tivemos de nos tornar mulheres aos olhos do público, o que foi muito difícil. No meio de tudo isso, tivemos momentos em que nos sentimos constantemente criticadas e julgadas por quem éramos e como soávamos, e tentamos ganhar credibilidade como uma banda vinda de um reality show e apenas por ser uma girlgroup no geral.

“Com o passar dos anos, começamos a nos importar cada vez menos”, ela continua. “Agora, estamos neste momento em que sinto que conquistamos o direito de ser exatamente quem queremos ser, sem nos desculpar, usar nossas vozes mais do que nunca, vestir o que quisermos e com a aparência que quisermos, e sem nos importarmos tanto com o que as outras pessoas pensam.”

Ao falar sobre 2021 e o que está por vir, a banda usa a palavra “era” com frequência – como em, aperte o cinto dos Mixers, estamos no precipício de uma nova era da Little Mix.

“Estamos sentindo muita liberdade criativa. Estamos ultrapassando os limites e fazendo coisas criativas que talvez não tivéssemos feito antes”, conta Thirwall.

“Queremos apenas ter boa energia, boas vibrações neste ano.” Edwards acrescenta: “Ficarmos juntas é a coisa mais importante. Permanecendo juntas e protegendo umas as outras. Nós teríamos nos separado sem isso.”

“Acho que as pessoas não podem mais nos cobrar nada – já resistimos ao teste do tempo”, diz Pinnock. “Estamos juntas há 10 anos. Que banda pode realmente dizer isso nos dias atuais?”

Tradução e Adaptação: EquipeBRLM | Fonte: Nylon

Little Mix Brasil • Hospedado por Flaunt • Layout por Lannie D &