visite a galeria de fotos brasillm.com/gallery

últimas imagens enviadas
24.11.21
Publicado por: Ana Paola
A ascensão da Little Mix

Como as aspirantes do X Factor se tornaram a realeza do POP.

Quantos concorrentes de shows de talentos chegam ao estágio onde podem lançar um álbum de seus maiores sucessos? Muitos vão desaparecer, talvez depois de alguns sucessos medianos com retornos decrescentes, mas Little Mix – que lançou seu primeiro álbum de grandes sucessos, “Between Us“, na sexta-feira (12 de novembro) – está realmente contrariando a tendência.

Como uma regra geral, grupos femininos – e grupos no geral – sempre tiveram momentos muito difíceis no X Factor. As Conway Sisters terminaram em sexto na 2ª temporada e Hope em quinto na 4ª temporada, mas foi o melhor que haviam conseguido até a 8ª temporada, quando Little Mix – formada logo antes da fase de casas dos juízes da competição – passou a se tornar o primeiro grupo vencedor. Sim, até mesmo os meninos da One Direction, apesar de todo o seu sucesso global astronômico, só conseguiram o 3° lugar um ano antes, atrás de Rebecca Ferguson e do vencedor Matt Cardle. Pode parecer surpreendente agora, mas olhando para trás, é fácil esquecer o quão fora de moda os grupos pop estavam na época.

O final dos anos 90 e o início dos anos 2000 viram uma onda de grupos femininos fazendo sucesso nas paradas. Claro, as Spice Girls geralmente são as primeiras que vêm à mente, mas Sugababes, All Saints, Girls Aloud e Atomic Kitten também. Os anos 90 e o início dos anos 2000 também foram uma espécie de era de ouro para as boy bands de ambos os lados do Atlântico, e tínhamos grupos mistos como S Clubs 7 e 8, além de Steps preenchendo os CDs de compilação de hits da época também.

No entanto, sua influência diminuiu à medida que avançamos nos anos 2000 e 2010, conforme o gosto mudou para o pop elegante de Lady Gaga e Katy Perry, o hip-hop descolada de Flo Rida, Pitbull e David Guetta e aquela variedade particular de indie cheia de banjos. (E Adele, é claro.) Girls Aloud entrou em hiato em 2009 e as Sugababes também encerraram depois de uma mudança de formação na mesma época, então era apenas The Saturdays hasteando a bandeira do pop de grupos femininos no Reino Unido.

Naquela época, vimos uma série de grupos de garotas (predominantemente) com infusão de R&B tentando se destacar: Parade, Stooshe, Mini Viva, todos iam e vinham com um ou dois hits, nunca realmente ficando, até a chegada de Little Mix.

Uma década depois e elas ainda são enormes. Na última década, quantos artistas do Reino Unido igualaram ou superaram seus maiores sucessos? Adele, Ed Sheeran, Coldplay, One Direction, é claro, e depois dos últimos dois anos, provavelmente é justo incluir Dua Lipa nessa lista também.

Nos Estados Unidos, a Fifth Harmony foi formada apenas um ano depois de suas colegas britânicas, mas está em um hiato indefinido desde 2018 – a saída de Camila Cabello talvez fosse o começo do fim. Em contraste, Little Mix – agora um trio depois que Jesy Nelson saiu no ano passado – ainda está forte.

As vendas de seus álbuns no Reino Unido são maiores do que as vendas do Fifth Harmony nos Estados Unidos, e elas têm o dobro de ouvintes mensais no Spotify. Embora possa ser cansativo colocar artistas mulheres umas contra as outras, isso mostra o quão bem-sucedida Little Mix tem sido. Embora possam não ser super estrelas nos Estados Unidos, é justo dizer que elas são o primeiro girl group britânico a causar uma impressão tão grande lá desde as Spice Girls.

Uma das maiores histórias dos últimos anos foi o surgimento do K-Pop e do J-Pop em uma escala mainstream no oeste. Os maiores grupos femininos da última década, exceto Little Mix e Fifth Harmony, vieram do Leste Asiático. Grupos mais recentes como BLACKPINK, juntamente com nomes como AKB48 e Girls ‘Generation – que se separaram em 2017 – assumiram o manto de uma nova geração de fãs britânicos e americanos de pop.

Ainda, apesar disso, Little Mix tem sido capaz de se manter relevante, evoluindo e crescendo a cada passo. Enquanto bandas como The Saturdays permaneceram leais ao pop como Girls Aloud, Little Mix provou ser adepta de acompanhar as tendências musicais ao longo dos anos 2010. Com um som pop que incorpora R&B, o trio agora tem o modelo de grupo feminino padrão definido, mas experimentou vários gêneros – do house tropical ao reggaeton – com o passar da década e colaborou com grandes nomes como Missy Elliott, Nicki Minaj e Saweetie.

Em suma, quando o pop mais convencional saiu de moda, a Little Mix se adaptou de acordo. Uma rápida olhada na lista de faixas de Between Us mostra quantos sucessos de qualidade elas lançaram ao longo dos anos, de faixas mais antigas como ‘Wings‘ e ‘Salute‘ ao ‘Heartbreak Anthem‘ do ano passado.

Não só isso, mas elas não têm medo de se manifestar e usar sua plataforma para falar sobre questões sociais. Elas são verdadeiras aliadas LGBTQ +: na semana passada, Jade Thirwall disse que não tinha planos de se apresentar na Rússia por causa das leis anti-LGBTQ + e, em maio, Leigh-Anne Pinnock participou de um documentário que examinou suas experiências em questões raciais e colorismo.

Isso nos leva ao escândalo recente em torno das acusações de blackfishing dirigidas à ex-membro, Jesy Nelson. Depois daquela live no Instagram há um mês, o relacionamento entre Jesy e suas ex companheiras de banda parece estar irreconciliavelmente prejudicado, mas o trio de Jade, Leigh-Anne e Perrie Edwards conquistou a boa vontade dos fãs americanos, bem como dos Mixers do Reino Unido.

Elas podem estar reduzidas a um trio agora, mas parte do apelo é o forte vínculo entre os membros – e sua química juntas. É fácil esquecer o quão jovens elas eram quando ganharam o The X Factor: Leigh-Anne tinha vinte anos, enquanto Jade e Perrie tinham apenas dezoito. Ainda no final dos vinte anos ou tendo acabado de completar trinta, elas têm mais do que tempo a seu favor para se tornarem ainda maiores. Quer sejam juntos ou – como foi relatado nas notícias – como artistas solo, com certeza haverá muitos outros sucessos por vir.

 

Tradução e adaptação: Equipe BrasilLM

Fonte: Gigwise

Salvo em: Noticias
Little Mix Brasil • Hospedado por Flaunt • Layout por Lannie D &