visite a galeria de fotos brasillm.com/gallery

últimas imagens enviadas
16.11.21

“Eu estou muito orgulhosa por nós três termos conseguido estabelecer esse vínculo juntas.”

Se você puder acreditar, já fazem 10 anos do grupo britânico Little Mix. De seus dias no X Factor até atualmente, sem a ex-membro Jesy Nelson, as garotas têm feito uma longa jornada – é por isso que seu álbum de aniversário, “Between Us”, é de hit atrás de hit e um pouco de coisas novas por vir. Então, conversamos com Perrie Edwards, Leigh-Anne Pinnock e Jade Thirlwall pelo Zoom para falar sobre a nova coletânea de sucessos, suas colaborações favoritas e como elas uma vez foram subornadas com frango grátis para lançar um “certo single”.

Quem vocês têm ouvido recentemente?

Perrie: Britney [Spears] – por causa de todo o movimento #FreeBritney – Mariah [Carey], Celine [Dion]. Todos os ícones pop, na verdade.

Leigh-Anne: Todos os clássicos. Tenho ouvido lovers rock reggae – o reggae da velha guarda. Às vezes, você simplesmente passa por fases, e essa é a minha fase agora.

Jade: Tenho caído em buracos negros do YouTube, estou apenas o deixando que me digam o que assistir. Normalmente sempre começamos com “Bouncin ‘” de Tinashe, e então leva a “Wild Side” de Normani, e sempre termina em “Get Me Bodied” de Beyoncé. Você acha que o YouTube sempre entrega as mesmas músicas para vocês?

Leigh-Anne: Sim, o seu é Beyoncé, o meu é “Na fazenda tinha um cachorro chamado Bingo, B-I-N-G-O.”

 

Descreva essa compilação em três palavras:

Leigh: Icônica.

Jade: Celebração.

Perrie: Ah, celebração é uma boa! Talvez jornada, porque é literalmente um catálogo da Little Mix. A jornada das nossas carreiras.

 

Qual foi a inspiração por trás das músicas novas?

Perrie: “Between Us” – gosto de como Jade a descreve, como uma canção de amor umas para as outras. É sobre nossa amizade, nossa irmandade, sobre o amor que temos umas pelas outras, como estamos em sincronia. Tem referência de várias outras músicas lá também, o que eu acho muito inteligente. É uma daquelas músicas que não vamos conseguir tocar sem chorar, e os fãs provavelmente vão chorar toda vez que a tocarmos.

“Trash” é uma música muito atrevida. É uma música muito forte e poderosa que é tipo, “Se você não está fazendo isso, e você tem sido um idiota, vá para o lixo.”

“No” – basicamente, nós somos mulheres muito obstinadas e experientes em negócios. Mas, muitas vezes, no passado e na indústria, sempre dizíamos sim. É uma merda admitir, mas há momentos em que as pessoas nos atropelam, nos encurralam e temos que seguir em frente com tudo o que eles dizem. Nós temos sido fracotes, até certo ponto! E decidimos escrever uma música sobre dizer não, para variar.

“Cut You Off” é sobre alguém que é realmente tóxico em sua vida e você não quer mais. Na verdade, fomos para a terapia em grupo, o que achamos muito, muito útil. Disseram-nos para imaginar as pessoas que são negativas em nossas vidas e as pessoas que não nos fazem sentir muito bem com nós mesmas. Imaginamos uma tesoura grande para cortar as pessoas – e então Jade veio com o conceito para transformá-la em uma música, o que eu achei muito legal.

Então nós temos “Love Sweet Love”, que todo mundo já ouviu e é um hino!”

BuzzFeed: Eu adoro que tenha surgido por meio de terapia, isso é muito legal.

Perrie: Nós realmente amamos terapia – porque realmente precisávamos dela. Fizemos isso individualmente e como um grupo também, o que é incrível. Para que possamos estar todas juntas e chorar juntas. É muito bom.

 

Este álbum é para marcar o aniversário de 10 anos da Little Mix – quais são algumas das maiores coisas que você aprendeu com o seu tempo juntas?

Jade: Uma das principais coisas que aprendi é que essa indústria é muito instável. É muito difícil lidar com isso como mulheres e como parte de uma banda de garotas. Mas ao longo de toda essa experiência, nós nos encontramos e ajudamos umas as outras. Aprendi que não importa o que aconteça agora e ao longo do caminho no futuro, sempre terei elas para me ajudar sempre que tiver problemas e isso é realmente lindo. Estou muito orgulhosa por nós três termos conseguido estabelecer esse vínculo juntas. Sim, isso é um pouco clichê.

Perrie: Eu aprendi que Jade tem um ótimo gosto para xícaras [gesticula para a caneca de Jade]. Acho que concordo com o que Jade disse.

 

O álbum abre com “Shout Out to My Ex” – Sempre fico curiosa sobre como o processo de composição / gravação / videoclipe evolui. Quais foram algumas das principais mudanças que aconteceram desde a primeira vez que vocês começaram a compor até o produto final?

Jade: Estávamos em turnê quando ela foi escrita. O que fizemos naquela época, por estarmos muito ocupadas, foi enviar nossas próprias experiências e conceitos para nossos escritores favoritos e então eles fizeram uma sessão de escrita com base no que queríamos que fosse escrito. Então, recebemos um “Shout Out” de KAMILLE, e lembro que mudamos o segundo verso da letra para ser mais parecido com nós. Essa foi a maior mudança, mas no minuto em que ouvimos, pensamos: “Isso é um sucesso”.

 

Olhando para trás, há alguma faixa que você teria feito diferente agora?

Jade: Eu honestamente não me arrependo de nenhum de nossos singles. Vocês?

Leigh-Anne: Não me arrependo deles, porque todos serviram ao seu propósito. Mas eu não teria escolhido “Change Your Life”, pessoalmente.

Perrie: Eu sabia que você ia dizer isso.

Leigh-Anne: Mas adoro como isso teve um impacto positivo em muitas pessoas.

Jade: Não me lembro se era o Nando’s, mas estávamos em um restaurante e basicamente fomos subornadas com uma refeição grátis para [lançar] “Change Your Life” como single.

Perrie: Aposto que eles pensaram: “Sei como anunciar a novidade: vamos alimentá-las com um monte de frango e vai ficar tudo bem.”

 

Qual foi sua lembrança favorita de trabalhar com o Machine Gun Kelly?

Jade: No minuto em que entramos no set, ele disse, “Aqui está uma rodada de drinks!” No final da filmagem, eu estava bastante bêbada. Em seguida, fomos tomar uma bebida – uma bebida amigável. Ele é um grande fã do Oasis, o que eu achei bastante interessante e é por isso que “Wonderwall” é referenciado no rap de “No More Sad Songs”.

Perrie: Ele é uma pessoa tão gente boa. Ele é muito legal.

Leigh-Anne: Na verdade, foi uma de nossas colaborações favoritas. Colaboramos com pessoas incríveis, mas ficamos obcecadas por seu rap desde a primeira vez que o ouvimos. Apenas levou a música a outro nível.

 

Vocês podem compartilhar uma lembrança de trabalhar com o Jason Derulo?

Leigh-Anne: Ele é um amor. Meu sobrinho era obcecado por ele quando pequeno e ele foi tão adorável e tirou uma foto com ele. Ele conheceu seu ídolo e foi muito legal!

 

Eu tenho que agradecer seus dias no X Factor – como seus pensamentos sobre os reality shows evoluíram, se é que evoluíram, desde então?

Jade: Eu acho que programas assim, e como eles eram executados, provavelmente não poderiam mais existir. É um equilíbrio difícil, porque obviamente sabíamos o que era aquela experiência, mas ao mesmo tempo, sempre seremos gratas a esse show porque ele literalmente nos deu a oportunidade de formar o grupo. Por isso, temos muito orgulho e muita gratidão por essa experiência.

Quando criamos The Search , nosso próprio reality show na TV, meio que usamos isso para criar a nossa forma de fazer o programa em termos de dar um pouco mais de apoio, porque naquela época aqueles programas eram muito programas de entretenimento.

BuzzFeed: Eu fiz 25 anos este ano e vi um tweet  “Você estaria na categoria dos participantes mais velhos no The X Factor” e me senti muito humilhada.

Perrie: Isso é estranho, porque quando eu costumava assistir, pensava “Oh, Deus, eles são velhos!”

Jade: Isso é absolutamente louco, que todos nós fazemos parte da categoria “veteranos” agora.

Leigh-Anne: Meu Deus [risos]. Sim, isso é louco.

 

Leigh-Anne e Perrie, como tornar-se mães afetou a abordagem na música, se é que afetou?

Leigh-Anne: Mal posso esperar para voltar ao estúdio e escrever sobre eles.

Perrie: Eles colocaram as coisas em perspectiva, e você ouve música de forma diferente – o que é estranho.

 

O que você espera do próximo ano? Como será essa interação da Little Mix?

Perrie: Mal posso esperar para entrar em turnê: ver todos os fãs, tocar, sinto muita falta. Eu só quero cantar, dançar, estar perto de todos e ter a equipe próxima novamente.

 

Fonte: Buzzfeed

Tradução e adaptação: Equipe Little Mix Brasil

Little Mix Brasil • Hospedado por Flaunt • Layout por Lannie D &