visite a galeria de fotos littlemixpics.com

últimas imagens enviadas
09.10.20

Um programa de talentos que trata seus participantes como pessoas, não só entretenimento.

Logo do início, há algo diferente no The Search, o novo programa de talentos de Little Mix. Ele tem uma sensação caloroso e alegre – desde o set rosa claro decorado com nuvens neon, até as jarras de doces retrô colocadas no canto. No entanto, é o próprio Little Mix que ilumina o lugar com seus sorrisos, bondade e abordagem amigável aos seus participantes.

Isso é realmente o que separa The Search dos outros. Sua abordagem mais inclusiva e bondosa que conduz a questão de que acima de tudo essa é uma procura por talento.

Você não irá encontrar nenhuma piada barata nele – nenhuma audição extremamente vergonhosa, nenhuma história triste ou cantores de brincadeira. É claro que todo e cada participante foi selecionado baseado em seu talento, e se eles têm ou não o necessário para entrar na banda/grupo que vai apoiar Little Mix em sua turnê na próxima primavera.

Dispostas a evitarem recriar as próprias experiências negativas desde que ganharam o The X Factor em 2011, Leigh-Anne Pinnock, Jesy Nelson, Jade Thirlwall e Perrie Edwards destacaram a importâncias dos cuidados pós programa durante uma entrevista recente com o Radio Times:

“Nossos cuidados pós programa para esses participantes é tão importante para nós porque nós não tivemos muito disso. Nós nunca tivemos ninguém nos checando para ver como estávamos indo mentalmente, tudo foi simplesmente ‘vai, vai, vai’. Eu pessoalmente não sinto que houve alguém que se importou.”

Com experiências em primeira mão da montanha-russa emotiva que os participantes são colocados para passar em reality shows da TV, as garotas sabem melhor do que ninguém o que a ferramenta que é o feedback negativo, pode causar na sua saúde mental.

Este entendimento de como é ser jogado nos holofotes, juntamente com quase uma década de experiência na indústria musical, traz um ar fresco ao clássico painel de jurados de programas de talentos. Enquanto o The X Factor tem percorrido um chão por 16 anos, relembrando as mesmas histórias antigas, The Search faz uma decisão muito consciente de se distanciar das tropas estabelecidas do formato.

“Acho que o problema é quando o programa é tipo um script”

Diz Jade Thirlwall, falando ao Radio Times.

“Quando eles agem, tipo, ‘Essa vai ser uma história triste,’ aí eles param a música na metade e perguntam se eles têm mais outra coisa. Nós acostumamos tanto a ver isso, que acabou perdendo autenticidade.”

Enquanto na maioria dos outros programas de talentos, você consegue ver os arquétipos num painel de jurados de cara – sempre tem um malvado, um bonzinho, um engraçado e um atrevido – as integrantes do Little Mix não se encaixam nessas categorias. Você é capaz de ver que as garotas não estão fazendo um personagem – elas são verdadeiramente e autenticamente elas mesmas, e exalam uma confiança que encoraja seus participantes de fazerem a mesma coisa.

Com os dois primeiros episódios que foram ao ar no último fim de semana, você consegue ver como os participantes são encorajados e apoiados pelo programa em cada passo do caminho. Desde as garotas vibrando e gritando com os perfis das redes sociais deles, até as boas-vindas calorosos que recebem quando passam pela bolha rosa da sala de audições, o programa prepara cada participante para se apresentar da melhor forma que puderem.

Tendo feito audições desesperadoras na frente de milhares quando foi suas vezes, Little Mix sabe o quão aterrorizante todo o processo de audição pode ser. Essa experiência pessoal informa a maneira que elas tratam os participantes quando entram na sala, os deixando animados, e tomando um tempo para conhecê-los antes de os lançarem na audição.

Um momento que se destaca no segundo episódio ocorre quando um participante chamado Promise cai no choro quando pensa sobre o quanto essa audição vai significar para a sua família. Ao invés de ser explorado como uma história triste, Jesy gentilmente o tranquiliza, ajudando-o a se recompor, e relembrando a ele que esse momento é o dele para brilhar.

Ser capaz de ajudar as pessoas a superar o nervosismo é uma habilidade única que elas têm, e permite uma conexão maior com cada pessoa que passa pela porta.

No entanto, estabelecer essa conexão com cada participante esperançoso pode as vezes ser uma maldição e uma benção. Assim que elas aprendem sobre a vida de uma pessoa, seus sonhos e aspirações, isso pode dificultar ainda mais dizer um “não” para eles. Ainda assim, sempre que os participantes acabam sendo rejeitados, o grupo toma o cuidado de prover críticas construtivas e que ajudem, encorajando pessoas a seguir atrás dos seus sonhos, não importa o que aconteça.

Na verdade, o conselho técnico que Little Mix compartilha sobre os vocais das pessoas e técnicas de apresentação é algo que é raramente visto em programas de talento hoje em dia, dando para participantes que não passaram, dicas que eles podem usar e trabalhar nelas. Este programa não está na indústria de colocar pessoas para baixo só por querer, e sempre dá motivos verdadeiros e concretos do porquê alguém pode não ser a escolha certa para se encaixar no grupo que Little Mix tem em mente.

Little Mix: The Search não somente se afasta do tom cínico e zombeteiro de programas de talento do passado, mas também mostra que é possível que reality shows da TV tenham uma abordagem integrada para com o bem dos seus participantes. Tratá-los com cordialidade e compaixão do começo até o fim. Bondade é realmente do que é feito o coração desse programa. Vamos esperar que isso inspire outros reality shows de TV a fazerem o mesmo.

Fonte: Digital SPY | Tradução & Adaptação: Equipe BrasilLM



08.10.20

Little Mix fez uma música ironicamente divertida sobre Simon Cowell no seu álbum que está por vir “Confetti”, programado para ser lançado na sexta-feira.

Jesy Nelson, Perrie Edwards, Leigh-Anne Pinnock e Jade Thirlwall incluíram uma letra divertida na música “Not A Pop Song”, a qual se refere a sua saída da gravadora Syco.

Uma fonte próxima do Little Mix disse à Metro.co.uk:

“As meninas quiseram fazer um trava-línguas sobre seu passado e sobre como assumiram o controle de suas carreiras com o novo álbum Confetti que é seu primeiro álbum com a gravadora RCA. Não é desdém e de forma alguma é desdenhando”.

A fonte adicionou:

“Elas acham que Simon verá o lado engraçado da música -por saberem que ele ama atenção e achará divertido. É sobre elas crescerem e se tornarem mulheres.”

A letra diz:

I don’t do what Simon says
Get the message cuz it’s read
That’s just life it never plays fair
Said to follow any dream, be a puppet on a string
Works for you but that isn’t me
This ain’t another pop song

Tradução:

Eu não faço o que o mestre mandou
Entenda o recado porque ele é óbvio
Essa é a vida, ela nunca é justa
Disse para seguir qualquer sonho, ser um fatoche ou uma corda
Funciona para vocês, mas essa não sou eu
Essa não é outra música pop.

Little Mix assinou seu contrato com a gravadora de Simon depois de ganhar o The X Factor em 2011, embora tenham cancelado em 2018. A notícia sobre o cancelamento do contrato foi uma surpresa dias antes das máquinas de sucesso lançarem seu quinto álbum de estúdio LM5.

Little Mix então mudou para a RCA, a qual ainda faz parte do grupo Sony Music, assim como a Syco.

Em março, Leigh-Anne disse à Metro.co.uk:

“Sair da Syco foi um choque no sistema”

Pelo fato de estarem com a gravadora por tanto tempo.

“Mas agora nós estamos com a RCA e é ótimo ter outras pessoas com quem trabalhar e novas ideias”

Ela continuou:

“Mas todos precisam de mudanças na vida, eu acho.”

Quando perguntadas se sentem mais liberdade na RCA, Leigh-Anne disse:

“Eu acho que nós sempre tivemos controle. Nós sempre fomos o tipo de garotas que se impõe e diz o que quer. E somos assim desde o The X Factor. Sempre tomamos a iniciativa, mas acho que melhorou agora que estamos mais velhas.”

Fonte: Metro UK | Tradução & Adaptação: Equipe BrasilLM



28.09.20

A espera acabou, Little Mix: The Search, a nova série de competições musicais da BBC One foi lançada sábado à noite (26)!

O apresentador Chris Ramsey conversou com as meninas para saber mais sobre o show, e isso é o que elas tinham a dizer .

Já faz um bom tempo que todos os shows de audição foram gravados e está chegando. Vocês todas estão animadas?

Tão animada. Muito animada! Está demorando muito esse coronavírus! Aposto que os concorrentes estão ansiosos por isso agora!

Irá a seu favor o fato de ter demorado tanto?

Eu acho que depende de como eles gastaram seu tempo, eles poderiam ter ensaiado, gravado, usado a seu favor. Espero que eles não tenham apenas girado os polegares, se você quiser, você tem que ir buscá-lo.

O que torna LM The Search diferente dos outros programas de talentos que estão por aí?

Acho que já temos ficado nessa posição, podemos nos relacionar muito mais … Acho que é novo, é jovem e legal e você terá uma visão sobre nós também, nossas personalidades e como trabalhamos juntas. Você verá alguns talentos incríveis.

Deve ser inacreditável estar do outro lado agora, vocês tem uma carreira de 9 anos. É estressante ser jurada?

Não, ser julgado é definitivamente mais estressante! Eu acho que é mais como ter a vida deles em suas mãos … isso é uma responsabilidade enorme e você não pode realmente se preparar para isso, é intenso. Julgando e dizendo não e tendo seus sonhos em suas mãos … arrebatando seus sonhos no último segundo … Nós realmente fazemos críticas construtivas e eu sinto que eles têm uma experiência tão boa na série, mesmo que não consigam passar.

Quão importante foi isso para vocês?

Sim, não tínhamos isso no programa de onde viemos, era muito importante para nós garantir que tínhamos isso no lugar. Todos nós já sofremos reviravoltas e isso realmente afeta você, e queremos que eles os incentivem a tentar novamente e voltar. Só porque você recebeu um não, não acabou. É muito importante que façamos isso.

Como é quando vocês estão sentadas lá e sente as esperanças e sonhos de alguém? É difícil não se envolver demais?

Acho que é difícil não fazer. Porque estivemos lá e torcemos para que eles tenham o sucesso que temos, nos envolvemos. O apego emocional está aí. Não é um show enigmático, todo mundo é tão talentoso. Se estamos dando um não a alguém, não é porque ele não é talentoso o suficiente para estar lá porque tem. Eles simplesmente não são adequados para aquele dia.

O que você tem em mente, o que está procurando?

Estávamos preocupadas que seria cafona, todos sabíamos o que queríamos de todas as diferentes categorias, e quando fizermos um estágio de workshop, você verá a dinâmica entre os indivíduos. Pudemos ver duas pessoas se apresentando juntas e se conectando e é isso que estávamos procurando, o vocal, a dinâmica, que pareçam boas … são ótimas pessoas também, são divertidas. Você quer estar envolvido e lá em cima com eles dando uma festa.

Eles literalmente têm uma festa no terceiro estágio do show, não é? Eles vêm para o primeiro estágio para uma audição … e isso é mais como ir para a casa de seus amigos! Você deliberadamente tornou aquele ambiente mais encorajador?

 Sim, cem por cento porque experimentamos em primeira mão exatamente como é e não queríamos que fosse nada parecido com eles. Acho que é mais fácil para eles, porque os deixamos à vontade e eles sabem que passamos pela mesma experiência que eles. Eles entendem isso. Não há nada pior do que trabalhar em uma audição, então queríamos que fosse o mais divertido possível. É terrível pra caralho! Foi muito importante para nós deixá-lo o mais relaxado possível e acho que você pode ver isso.

Quando a boyband apareceu, eu nunca vi uma confiança como essa em minha vida!

Eu sei! Foi aquele contato visual, adoramos que eles fossem assim, queremos que sejam dramáticos e tenham isso. Foi importante. Mas não é muito ego, porque há uma linha tênue entre confiança e petulância.

Quem vai quebrar o chicote?

Jade, ela é boa nisso. Ela é pequena, mas poderosa. Cada banda tem que ser simpática, há uma linha tênue, então precisamos ter certeza de que os meninos não pisem nela, mas somos mentores e eles nos respeitam por colocá-los em seus lugares. 

Sim, então você é o mentor deles, o que você está procurando para fazer uma banda de sucesso que irá apoiá-lo na turnê, que é enorme?

Existem tantos elementos em estar em uma banda, antes de mais nada, a química. Isso é interessante neste show, eles podem ter vocais insanos, mas você os coloca em um grupo e eles não clicam. Aqueles com a dinâmica vão conseguir. Você tem que estar disposto a trabalhar muito duro, é mais difícil para um grupo na indústria de qualquer maneira, estabelecer-se como um indivíduo dentro de uma banda é difícil. Talento, obviamente, e ego … você não pode ter uma pessoa querendo ser melhor do que as outras. Tomamos a decisão consciente de ser sempre iguais, apoiamos uns aos outros. Se você não tem isso em um grupo, você não vai durar muito.

É mais fácil ensinar os vocais ou o showmanship da banda?

Eu não acho que você pode ensinar o showmanship. Você aprende com a experiência, somos todos executantes completamente diferentes agora de quando começamos. Acabamos de aprender nosso ofício, e estando na frente de multidões o tempo todo, você aprende. Vocais, somos todos cantores completamente diferentes de quando começamos. Os vocais são mais fáceis de ensinar.

Existem seis categorias, certo? Seis bandas. Qual categoria você está mais animado para ver nos shows ao vivo?

Eu tenho dois, mas acho que o rap / RnB é muito atual, e não há realmente um grupo no rádio nessa categoria agora. Harmonia vocal porque os vocais são simplesmente mágicos, os vocais femininos doces são incríveis. Grupo misto é empolgante, já faz um tempo que não temos isso e se acertarmos, pode ser incrível. Será incrível ver o que todos eles fazem. Não vamos conseguir esconder na nossa cara!

Eu terei que estar em uma bolha com elas porque estou tão animado, vou querer abraçá-los!

Fonte: The Version | Tradução & Adaptação: Equipe BrasilLM



26.09.20

Eles quebraram recordes estabelecidos pelas Spice Girls, venderam 50 milhões de discos ao redor do mundo e suas canções foram transmitidas bilhões de vezes. Nada mal para uma banda de garotas que foi formada no The X Factor quase uma década atrás.

Mas agora a Little Mix está virando a mesa com o lançamento de seu próprio reality musical, que oferece um novo olhar sobre o gênero, enquanto também, esperançosamente, revertendo a recente tendência de queda nas avaliações em programas de talento na TV.

O brilhante programa de sábado à noite da BBC1, Little Mix: The Search segue um formato familiar de audições em sala fechada com os cantores criticados pelos membros do grupo Jesy Nelson, Leigh-Anne Pinnock, Jade Thirlwall e Perrie Edwards, seguido por uma rodada ao vivo na frente de uma plateia de estúdio enquanto os cantores são reduzidos.

Little Mix, que foi a primeira banda a vencer o The X Factor em 2011, tem sua própria experiência diante de um painel de jurados, então podem empatizar com uma sucessão de aspirantes nervosos. No show, elas são carinhosamente afetuosas com os concorrentes.

Mas o que na verdade o reality show também significa, crucialmente, é que eles sabem como evitar os tropos e truques de um gênero que se tornou tão cansado e cínico nos últimos anos que os espectadores caíram de um penhasco: a última série do X Factor, um spin-off chamado The X Factor: the Band, não conseguiu atingir três milhões de telespectadores no ano passado.

“Acho que o problema é quando é como um roteiro”

Diz Thirlwall.

“Quando eles ficam tipo, ‘Essa vai ser uma história triste’, então eles param a música no meio e perguntam se eles têm algo a mais. Acostumamo-nos tanto a ver isso, que perdeu a autenticidade. No minuto em que não parece real, você desliga. Como devo acreditar mais nisso?”

Ela continua:

“Eu poderia literalmente escrever sozinha e dizer o que vem a seguir. Então, quando criamos The Search, queríamos ter certeza de que era um novo amanhecer de reality shows onde a autenticidade é fundamental. Você não pode mentir para as pessoas. As pessoas não são mais estúpidas sobre a fumaça e os espelhos.”

Estamos apenas alguns minutos de entrevista e já estou surpreso com a honestidade. Não é nem mesmo um ataque velado, e é vigoroso considerando que as garotas foram criadas pelo The X Factor e Simon Cowell, cuja gravadora Syco as assinou como parte do contrato do vencedor.

No entanto, Little Mix e Syco se separaram em 2018 por causa de uma discussão sobre direção musical. Normalmente, quando as estrelas pop deixam a gravadora de Cowell, eles insistem que é amigável e agradecem ao X Factor por sua grande chance. Mas a Little Mix não quer seguir as regras.

“No início, tínhamos tanto medo de chatear alguém e prejudicar nossa carreira, então fizemos o que nos mandaram”

Jade explica:

“Nós nem percebemos que tínhamos escolha, foi lançado como se não houvesse uma, então você assina o que lhe é dito e segue em frente. Com o passar dos anos, começamos a perceber que não gostávamos disso. Demorou para que as pessoas não nos vissem como meninas. Somos [fisicamente] pequenos e parecemos bastante jovens, por isso demorou algum tempo até conseguirmos dizer ‘não’. Lembro-me de uma reunião com um dos chefes e tentei dizer: ‘Podemos chegar a algum tipo de acordo aqui?’ e ele disse, ‘Como você ousa? Não se trata de compromisso, é isso que estamos fazendo.'”

Ela continua:

“Saí daquela reunião chorando muito e ligando para minha mãe. Demorou um pouco para pensar, ‘Na verdade, foda-se. Tenho tanto direito a uma opinião quanto você. A indústria é muito dominada por homens mais velhos e por um tempo nos sentimos intimidados por isso. No minuto em que começamos a dizer ‘não’, um peso foi tirado de nossos ombros.”

Cowell culpou publicamente a separação da equipe de gerenciamento de Little Mix, Modest Management, e insistiu que a própria banda é “as garotas mais trabalhadoras que já conheci; eles merecem tudo o que têm ”.

Mas claramente a briga o incomodou, porque quando soube que The Search estava para ir ao ar no início de 2020, ele correu para colocar The X Factor: the Band na ITV em dezembro do ano passado para tentar estragar o impacto. Não funcionou: primeiro, The Search foi adiado até agora devido ao COVID-19 e, segundo, o show de Cowell foi um fracasso. O X Factor está atualmente em descanso e não irá ao ar este ano em qualquer capacidade.

Little Mix sabiamente se recusa a entrar em uma guerra de palavras sobre os programas rivais, mas Thirlwall diz:

“Acho que com Simon é tudo diversão e jogos. Não temos vingança pessoal contra ele. Seguimos em frente e, para ser justo, ao longo dos anos não o víamos muito. Não somos do tipo que guardamos rancor.”

Quando eu digo a eles que as prévias de The Search sugerem que eles podem vencer a batalha, Edwards diz, com um sorriso malicioso:

“A melhor vingança é o sucesso”.

A Pesquisa é enérgica, colorida e muito divertida. Não existem cantores comicamente ruins; entre as audições, a banda mostra sua química se divertindo, comendo doces e brincando com seus cachorros. A coisa toda é absolutamente charmosa, mas enganosamente casual. A verdade é que, após um início bastante traumático em suas próprias carreiras, eles trabalharam muito para garantir que o formato fosse amigável.

Conheci Little Mix em 2012, seis semanas depois de terem vencido o The X Factor, e digo a eles agora que pude ver o terror em seus rostos enquanto eles se acomodavam em suas novas vidas. Nelson concorda.

“Eu só me lembro de ser levada para uma sala e receber nossa programação para o próximo ano e nós pensamos, ‘Desculpe, o quê?’ Foi como se sua vida tivesse sido tirada. Não que estejamos reclamando disso, mas você é jogado nisso sem um segundo para pensar em qualquer coisa, o que pode ser muito difícil. Nosso cuidado posterior com esses competidores é muito importante para nós porque não entendemos isso. Nunca tivemos ninguém nos verificando para ver como estávamos mentalmente, era só ir, ir, ir. Pessoalmente, não sinto que houvesse alguém que se importasse ”.

A cantora que virou ator Billie Piper disse recentemente ao Radio Times que ela ainda está sofrendo de trauma por se tornar uma estrela pop aos 15 anos: Presumo que Little Mix pode ter empatia? 

“Quando ganhamos, não podíamos nem passar um tempo com nossas famílias para comemorar”

Diz Pinnock.

“Há muito mais consciência agora sobre saúde mental, mas as pessoas ainda só veem o pop, os sorrisos e o palco, e não entendem realmente o que está acontecendo. Eu meio que gostaria que houvesse muito mais ajuda ao longo do caminho.”

Nelson já falou sobre sua própria saúde mental: em seu premiado documentário da BBC Odd One Out no ano passado, ela abordou o cyber-bullying que sofreu e seus efeitos sobre ela, incluindo uma tentativa de suicídio. 

“Eu estava escondendo como me sentia por muito tempo”

Ela diz agora:

“Eu não conseguia falar sobre isso sem chorar, então enterrei no fundo da minha mente, o que tornou tudo dez vezes pior. Eu nem sabia que estava deprimido. Acabei superando isso e senti que era muito importante contar a minha história. Nunca pretendemos ser modelos, mas estou feliz que tenha tido algum tipo de impacto nas pessoas.”

Agora Pinnock está fazendo seu próprio documentário para a BBC3 sobre Black Lives Matter e suas experiências de racismo. 

“É muito importante para mim usar minha plataforma e alcançar um público mais amplo. Eu não estaria fazendo justiça à comunidade negra se não o fizesse. É assustador e, principalmente por falar em raça, tenho medo de dizer a coisa errada. Estou me colocando em risco. Mas não podemos mais ter medo de ter essas conversas.”

Desde seus primeiros dias no The X Factor, Little Mix tem sido fortemente examinada. As pessoas são particularmente obcecadas com o que vestem: isso as incomoda? 

“Nós enxertamos, escrevemos nossa própria música, somos grandes intérpretes – colocamos nossa vida e alma nisso.”

Diz Edwards.

“Então, quando as pessoas dizem: ‘Por que eles estão usando isso?’ você só quer dizer, ‘Você ouviu os vocais? Você viu a performance? Você viu quanto foi gasto nisso? ‘ É simplesmente irritante. Se um cara tirasse a blusa e a chuva caísse sobre ele, todos diriam, ‘Uau!’, Mas se você é uma mulher, não pode fazer coisas assim. Bem, por que você não pode?”

Thirlwall acrescenta:

“Estamos muito em uma sociedade patriarcal e é difícil manobrar dentro dela, mas se alguém é todo, ‘Você não deveria usar esse collant minúsculo’, então eu o colocarei novamente, e novamente, e novamente.”

É preciso pensar que quem ganhar Little Mix: the Search estará em muito boas mãos com esse lote para orientar o início de sua carreira. Qual é o melhor conselho deles para a próxima geração de jovens aspirantes?

“Há algo muito poderoso em quatro mulheres fortes entrando em uma sala e estar no controle de sua própria carreira. Portanto, é muito importante para nós garantir que os competidores, quando saírem do show, tenham muito mais voz sobre o que acontece com eles. Estaremos lá para apoiá-los, não dizer o que devem fazer.”

Fonte: Radio Times | Tradução: Equipe BrasilLM



23.09.20

As meninas da Little Mix se mudaram da gravadora Syco de Simon Cowell para a RCA durante a gravação de seu quinto álbum LM5 em 2018, e a girlband foi originalmente formada no The X Factor em 2011.

Discutindo a jornada do grupo até agora, Jade admitiu durante a entrevista para a Radio Times que o grupo costumavam fazer ‘o que nos diziam’ e tinham ‘medo de chatear alguém’. A cantora também afirmou que a indústria da música é “muito dominada por homens mais velhos”.

Jade disse ao Radio Times:

‘No início, tínhamos tanto medo de chatear alguém e prejudicar nossa carreira, então fizemos o que nos mandaram. Nós nem percebemos que tínhamos uma escolha, foi declarado como não havendo uma, então você assina o que lhe é dito e segue em frente. Com o passar dos anos, começamos a perceber que não gostávamos disso.’

Jade se lembrou de como em uma reunião ela tentou chegar a um acordo com ‘um dos chefes’ e foi interrompida.

Ela disse:

‘Saí daquela reunião chorando e ligando para minha mãe. Demorou um pouco para pensar, ‘Na verdade, foda-se. Tenho tanto direito a uma opinião quanto você’.

Jade acrescentou que desde que a banda começou a dizer ‘não’, um peso foi mudando e que elas costumavam se sentirem ‘intimidadas’ pela indústria da música, mas depois não mais.

Fonte: Dailymail | Tradução: Equipe BrasilLM



23.09.20

As cantoras de “Holiday” decidiram deixar a gravadora Syco de Simon em novembro de 2018, poucos dias antes do lançamento de seu quinto álbum de estúdio LM5. Em vez disso, assinaram com a RCA, outra gravadora sob a égide da Sony Music.

Isso gerou rumores de uma rivalidade nos bastidores e só foi alimentado quando Little Mix, consistindo de Perrie Edwards, Leigh-Anne Pinnock, Jesy Nelson e Jade Thirlwall, decidiu lançar seu próprio show de talentos The Search, para encontrar as próximas estrelas pop semelhantes a The X Factor, transmitindo apenas na BBC.

Na época, Simon insistiu que ele “nunca brigou” com o grupo e que as tensões entre ele e o empresário do Little Mix, Modest Management, levaram a uma “briga embaraçosa” sobre o crédito de composição de sua nova faixa Woman Like Me.  O magnata da música até mesmo classificou as garotas como ‘o grupo que mais trabalha’ com quem ele já trabalhou.

Simon novamente descartou os rumores de uma rixa com suas ex-protegidas Little Mix em 2019, depois que foi revelado que eles haviam mudado o lançamento de sua série de talentos rival The Search de 2021 a 2020.

A estrela insistiu que não guarda rancor do grupo e disse que teve a ideia de X Factor: The Band – que foi ao ar no final de 2019 – antes de Little Mix lhe oferecer um papel de co-produtor em seu próprio programa do horário nobre da BBC, The Search.

Ele disse em uma entrevista à Heart FM no final de 2019:

‘Com música, rádio, TV – às vezes você só precisa fazer algo rápido. A verdade é que tenho um programa coletivo que lancei na América, acho que há quatro ou cinco anos. Sempre decidimos fazer um show em grupo no Reino Unido, então combinamos com o ITV que íamos fazer o X Factor Groups em 2020. Então, quando descobrimos que o show Little Mix iria sair em 2020, eu não queria seguir aquele show, já que tínhamos planejado anos atrás.’

Ele continuou:

‘Eu pensei, bem, vamos apenas apresentar – simples assim. Não era como um rancor contra a Little Mix ou o que seja, porque devo muito àquelas garotas, sabe. Mesmo que demos a eles uma plataforma de lançamento, eles venderam muitos discos. Achei a ideia delas uma ótima ideia. Às vezes você quer ser o primeiro a fazer isso em um determinado país.’

Falando à Radio Times sobre seu relacionamento com o chefe do X Factor, Perrie disse:

‘Eu acho que com Simon é tudo diversão e jogos. Não temos vingança pessoal contra ele.’ 

Ela acrescentou:

‘Nós mudamos e, para ser justa, ao longo dos anos não o víamos muito. Não somos do tipo que guardamos rancor.’ 

O colega de banda de Perrie, Jade, abordou anteriormente sua separação da Syco e admitiu que era caótico trocar de gravadora no meio do lançamento de um álbum.

A cantora disse ao POPline Brasil no início deste ano:

‘Fizemos um pouco, mas tivemos uma troca de gravadoras durante o processo LM5 e isso realmente nos f ****.  Foi mais difícil colocar toda a nossa criatividade lá fora da maneira que gostaríamos. O álbum LM5 foi muito voltado para os direitos das mulheres e nossas experiências na indústria.’ 

Ela passou a descrever aquele momento em suas carreiras como ‘problemático’, mas sente que o grupo feminino está ‘em um bom lugar’ e feliz por estar trabalhando em seu próximo sexto álbum.

‘Aprendemos a realmente seguir nossas armas e fazer o que acreditamos’, afirma ela. 

No momento, todos os holofotes vão para a Little Mix, que acaba de anunciar que seu novo álbum Confetti está marcado para ser lançado em novembro, enquanto a turnê está marcada para o próximo ano.

Fonte: Metro UK e  Dailymail | Tradução & Adaptação: Equipe BrasilLM



23.09.20

Seu novo reality show, The Search, está chegando às telas de televisão neste sábado, e antes da estreia, Little Mix decidiu recriar alguns dos momentos mais icônicos da BBC ao longo dos anos.

Perrie Edwards, Jesy Nelson, Jade Thirlwall e Leigh-Anne Pinnock foram encarregados de interpretar cenas de EastEnders , Gavin e Stacey, Line of Duty e até Absolutely Fabulous.

Em um vídeo hilário compartilhado na conta oficial do novo reality do grupo Little Mix: The Search no Twitter, a banda começou recriando a cena infame de Kat Slater ‘você não é minha mãe’.

O quarteto começou dizendo:

‘Ei, nós somos o Little Mix e esses são momentos icônicos da TV.’ 

Em seguida, mostrou as quatro falas de ensaio antes de iniciar uma performance dramática de EastEnders.

A icônica cena de 2001 viu a agressiva personagem Kat Slater (Jessie Wallace) revelar que ela era, na verdade, a mãe da irmã Zoe (Michelle Ryan), e foi eleita a maior história de novela de todos os tempos.

Jade assumiu o papel de Zoe ao dizer:

‘Você não pode me dizer o que fazer, você não é minha mãe!’

Enquanto Jesy também interpretou o mesmo personagem ao entregar a mesma linha dramática em um clipe diferente.

Enquanto isso, Leigh-Anne e Perrie usavam casacos com estampa de leopardo para imitar Kat enquanto faziam sua linha explosiva em vídeos separados:

‘Sim, eu sou.’

Em outro cenário, o grupo recriou o pedido take-away de Smithy (James Corden) em Gavin e Stacey, onde ele pede um bhuna de frango, bhuna de cordeiro, bhuna de camarão, arroz de cogumelo, saco de batatas fritas, Keema naan e nove poppadoms.

A Little Mix também recriou um AC-12, Anti-Corruption Unit 12, entrevista do Line Of Duty, mas elas lutaram para entregar a interpretação ao mesmo tempo.

A superfã do DragRace, Jade, também conseguiu se passar por RuPaul ao recriar uma cena de RuPaul’s Drag Race no Reino Unido, onde atuou como jurada convidada.

No vídeo engraçado, Perrie e Jesy tiveram que se enfrentar em uma batalha de sincronização labial, cantando Shout Out to My Ex e julgados por Jade.

O grupo também reproduziu uma cena de Strictly Come Dancing onde a rotina de Katya Jones e Ed Balls é julgada pelo júri.

Little Mix encerrou o vídeo com uma narração hilária de um documentário de David Attenborough.

Acontece depois que Jade  revelou que ela ‘ficou furiosa algumas vezes’ depois de discordar de seus companheiros de banda durante as filmagens de seu novo show Little Mix: The Search.

A cantora, de 27 anos, disse que às vezes as coisas ficaram tensas entre ela, Perrie, Leigh-Anne e Jesy, enquanto procuravam uma banda para se juntar a eles na turnê.

Com todas as quatro garotas tendo opiniões fortes e atuando como mentoras, Leigh-Anne admitiu que ‘todas têm gostos musicais diferentes, então éramos obrigados a discordar’.

Enquanto Jesy disse que não estava surpresa que eles ‘não concordavam’, Jade disse a revista New!:

‘Talvez eu tenha ficado zangado algumas vezes’. 

O show começa neste sábado na BBC e foi originalmente pensado como um rival do X Factor, no entanto, o magnata da música Simon Cowell, decidiu descansar o show este ano.

Durante a entrevista, Jade também falou do show da ITV, no qual ela ganhou fama, dizendo que acredita que a queda na audiência ao longo dos anos é porque ele ‘perdeu sua autenticidade’.

Ela disse:

‘Acho que o problema é quando é como um script. Quando eles ficam tipo, “Essa vai ser uma história triste”, eles param a música no meio e perguntam se eles têm algo mais. Acostumamo-nos tanto a ver isso, que perdeu a autenticidade. No minuto em que não parecer real, você desliga.’

Jade disse que poderia ‘literalmente escrever sozinha e contar o que vem a seguir‘, porque o formato é cansativo e previsível.

Little Mix, que mudou da gravadora Syco de Simon Cowell para a RCA durante a gravação de seu quinto álbum LM5 em 2018, foi originalmente formada no The X Factor em 2011.

Em 2018, Simon insistiu que “nunca brigou” com o grupo e que as tensões entre ele e o empresário do Little Mix, Modest Management, levaram a uma “briga embaraçosa” sobre o crédito de composição de sua nova faixa Woman Like Me. O magnata da música até mesmo classificou as garotas como ‘o grupo que mais trabalha’ com quem ele já trabalhou.

Simon novamente descartou os rumores de uma rixa com seus ex-protegidos Little Mix em 2019, depois que foi revelado que eles haviam mudado o lançamento de sua série de talentos rival “The Search” de 2021 para 2020.

Little Mix: The Search começa no sábado às 19h na BBC One. 

Fonte: Dailymail | Tradução & Adaptação: Equipe BrasilLM



23.09.20

Desde que começaram a namorar em 2016, a cantora do Little Mix, Leigh-Anne Pinnock, e o jogador de futebol, Andre Gray, têm sido um dos nossos casais favoritos do showbiz, revelando sérios objetivos de relacionamento nos últimos quatro anos.

E seguindo a proposta incrivelmente romântica de Andre para Leigh-Anne enquanto o casal comemorava seu aniversário de quatro anos no isolamento, estávamos ansiosos para descobrir como seu conto de fadas começou, quando Leigh-Anne apareceu para uma conversa ao lado da sua companheira de banda Perrie Edwards .

Falando com Harriet Rose do KISS Breakfast durante uma entrevista na terça-feira, 22 de outubro, as garotas começaram a falar sobre romances de férias à luz da incrível faixa ‘Holiday‘ do Little Mix, com Leigh-Anne espalhando algumas fofocas.

Revelando que ela viu Andre pela primeira vez enquanto estava de férias em Marbella com sua irmã Sairah, ela disse a Harriet:

“Então, estávamos em um clube em Marbella e eu estava olhando, e juntamente com a minha irmã, todos dizíamos ‘oh, ele é fofo’. Com isso eu comecei a dançar um pouco mais na frente, logo ele agarrou a minha mão, e ele tinha bebido um pouco.”

Quando Perrie sugeriu que sua amiga devia estar de ‘olho’ no Andre, Leigh-Anne exclamou:

“Claro que estava, eu estava cuidando disso!”

Continuando a explicar como as coisas aumentaram, Leigh-Anne acrescentou:

“Então eu disse a ele ‘Oh, o que você faz?’, e ele disse ‘Sou um homem ocioso’ e eu disse ‘O que isso significa?’ ‘Vá embora, não estou interessado’. Então, um outro cara veio e disse ‘Oh, isso é o que ele faz, ele joga futebol’. Mas ele não queria me dizer que era um jogador de futebol porque os jogadores de futebol têm péssima reputação e ele não queria que eu soubesse. E aí eu não brinco, a partir daí, o resto é história!”

AWWW! ❤️

Enquanto isso, as novidades do Little Mix é que depois que as garotas anunciaram que seu sexto álbum de estúdio Confetti chegaria na sexta-feira, 6 de novembro, ficamos empolgados pois a Rainha de vazar as músicas, Perrie, nos deu um pequeno trecho.

Cantando uma frase da faixa-título de Little Mix em seu sexto álbum, Perrie não só nos deu a letra, mas também a melodia…

Depois que Harriet perguntou se aquele era uma palinha exclusiva, Perrie disse:

“Eu sou a Rainha das coisas que vazam, eu nem sabia que fazia isso!!!”

Como se um novo álbum não fosse notícia suficiente para uma semana, a banda anunciou uma nova turnê em arena para 2021, e seu novo programa de TV, Little Mix: The Search, que começa no sábado, 26 de setembro!

Fonte: Kiss FM | Tradução & Adaptação: BrasilLM



23.09.20

A competição musical, que começa na BBC One neste sábado (26 de setembro), vê a Little Mix formar uma nova banda que irá apoiá-las em sua turnê Confetti no ano que vem.

Não são apenas grupos femininos que eles estão fazendo testes – grupos mistos e boybands também estão concorrendo – mas Jesy Nelson disse que há um grupo feminino no programa que tem o potencial de ser ainda maior do que o Little Mix.

“Existem todas essas categorias diferentes, e há uma que se baseia em nós – um grupo de dança feminina. Estamos procurando por uma mistura de tudo [mas] há um grupo de garotas na série que … Não tenho palavras para o quão incríveis elas são.”

Jesy continua:

“Eu quero que funcione para elas porque elas podem ser enormes. Elas são muito diferentes.”

“É engraçado porque eles realmente precisam ser dançarinos doentios e ótimos cantores também.”

Ela também nos disse que parecia “estranho” quando começaram a gravar as audições no início deste ano e como isso se comparou ao seu próprio início no The X Factor. 

“Parecia que estávamos nos observando anos atrás. Parece que estamos revivendo nossa experiência passada. Eu me sinto muito sortuda por termos essas pessoas em nosso programa. Algumas das pessoas nesses grupos me surpreendem, honestamente.”

Ela explica:

“É tão emocionante porque pela primeira vez eu fico tipo, ‘Uau, esse grupo pode ser enorme’. Eu sinto que realmente precisamos de outro grupo em cena. Particularmente, não sinto que existiram quaisquer outros grupos novos que o tenham feito muito sucesso.”

Jesy também disse que o show tem uma abordagem muito diferente para audições e críticas em comparação com o The X Factor. 

“É de partir o coração quando temos que deixar as pessoas irem porque sabemos exatamente o que elas estão sentindo. O único aspecto positivo que posso dizer é que o deixamos tão novo e fresco – e queríamos que eles se sentissem o mais confortáveis ​​possível. No X Factor estávamos em uma sala de reuniões com muitos diretores e produtores aleatórios, o que foi uma experiência intimidadora e assustadora.”

Jesy complementou:

“Quando eles vêm e fazem o teste para nós, fazemos com que pareça que eles estão na nossa sala de estar. É uma sensação caseira e os deixa à vontade. Também não somos assustadores, não somos como Simon Cowell. Espero que eles se sintam mais confortáveis ​​quando entrarem na sala. Quando algo dá errado ou sua voz falha, nós entendemos e isso os deixa à vontade. ”

Fonte: Official Charts | Tradução & Adaptação: Equipe BrasilLM



22.09.20

Little Mix tem falado honestamente sobre as histórias ‘previsíveis e roteirizadas’ do The X Factor que, segundo elas, contribuíram para a queda nas avaliações, enquanto falavam ao Radio Times sobre seu próximo programa de talentos, Little Mix: The Search.

Jade foi honesta sobre como os reality shows mudaram ao longo dos anos e enfatizou a necessidade dos programas serem verdadeiros e abandonarem a fórmula dramática que mantiveram por tanto tempo, que ela diz que as pessoas simplesmente não compram mais.

Ela disse:

“Você não pode mentir para as pessoas. As pessoas não são mais burras sobre a fumaça e os espelhos.”

Falando sobre o The X Factor, no qual a banda foi formada e vencedora em 2011, ela continuou:

“O problema é quando é como um script. Perdeu a autenticidade. No minuto em que não parece real, você desliga. Como devo acreditar nisso? Eu poderia literalmente escrever sozinho e contar o que vem a seguir.”

A banda está lançando sua própria busca para formar a próxima big band que se juntará a eles em sua recentemente  turnê anunciada para 2021 ‘The Confetti Tour’ e tem refletido sobre sua própria jornada no show de talentos de enorme sucesso de Simon Cowell.

Eles deixaram claro que não há ressentimentos com seu antigo chefe, mas Perrie acrescentou:

“A melhor vingança é o sucesso.”

Little Mix: The Search irá ao ar na BBC One a partir de 26 de setembro.

Fonte: Capital FM | Tradução & Adaptação: Equipe BrasilLM



Little Mix Brasil • Hospedado por Flaunt • Layout por Lannie D online &