visite a galeria de fotos brasillm.com/gallery

últimas imagens enviadas
11.11.21

Little Mix tem divulgado a chegada iminente de seu novo single “No”, retirado da coletânea dos seus maiores sucessos: ‘Between Us’.

O videoclipe da nova faixa será lançado junto com o álbum do grupo nesta sexta-feira (12 de novembro), e na preparação para o lançamento, Perrie, Leigh-Anne e Jade explicaram o que os fãs podem esperar.

Junto com a notícia de que “No” foi co-escrita e produzida com MNEK (Touch, Sweet Melody), Kamille (Shoutout To My Ex, Confetti) e Tre Jean-Marie (No Time For Tears), as meninas também revelaram que “No” foi a primeira música que elas escreveram juntas como um trio após a saída de Jesy Nelson da banda.

“Foi muito divertido escrever e fazer [a musica], porque foi nossa primeira sessão de composição como um trio”, disse Jade. “Foi uma energia muito boa, [nós] tivemos um bom e velho reencontro e então começamos a escrever alguns hinos!”

As meninas também lançaram nas redes sociais um trailer de arregalar os olhos do colorido videoclipe de “No”, que mostra o trio desfilando com carrinhos de bebês em uma rua residencial – muito conveniente, dado que Perrie e Leigh-Anne recentemente conceberam seus primeiros filhos com seus respectivos parceiros.

“Between Us” é a primeira coletânea de sucessos da carreira de Little Mix, que também contará com cinco novas faixas, incluindo “No”, “Trash” e o recente lançamento “Between Us”.

Em seu tempo juntas, Little Mix alcançou um total de cinco singles número 1 no Reino Unido (o mais recente sendo Sweet Melody) e 31 singles no Top 40 dos charts.

Este ano, elas também se tornaram o primeiro girl group da história dos Charts Oficiais a reivindicar 100 semanas no Top 10 do Official Singles Chart, superando nomes como Girls Aloud, The Supremes e Sugababes.

Fonte: Official Charts
Tradução e adaptação: Equipe Little Mix Brasil



11.11.21

Pela primeira vez, Little Mix abordou as especulações de que elas poderiam se separar, após o aniversário de 10 anos do grupo.

Os rumores de uma separação já circulam há algum tempo, principalmente após a saída de Jesy Nelson do grupo. Além disso, os fãs têm especulado que o “Between Us”, uma coletânea com os maiores sucessos do grupo, pode ser o último, especialmente em resposta às letras que parecem apontar para um final.

No entanto, os membros da banda Leigh-Anne Pinnock, Jade Thirlwall e Perrie Edwards agora indiretamente abordaram a conversa pela primeira vez – garantindo aos fãs que elas ainda irão até pelo menos 2031.

Falando sobre o futuro do grupo após seu aniversário de 10 anos, Jade revelou:

“[Nos próximos 10 anos] eu gosto de pensar que ainda estaremos ativas. Estaremos fazendo outra turnê, outros shows com mais músicas.”

Jade então foi longe ao prever o que a banda fará daqui a duas décadas, dizendo:

“Eu adoraria que daqui a 20 anos houvesse um documentário fabuloso sobre quão incríveis nós somos.”

Jade então acrescentou docemente em entrevista para o programa de rádio australiano Smallzy’s Surgery:

“Não importa o que aconteça no futuro, sempre teremos umas as outras. Somos um trio, estamos juntas nisso.”

Rumores de uma separação têm circulado por um tempo, com fãs discutindo teorias de que o grupo poderia seguir caminhos separados seguindo a letra do novo single “Between Us” do álbum de mesmo nome.

As letras incluem: “Quando as cortinas se fecham e todas as luzes se apagam / É seguro dizer que vou ficar, sempre vou ficar por aqui” e “Droga, temos história / Mesmo quando a vida continua.”

Os comentários de Thirlwall vêm apenas algumas semanas depois de Nelson confirmar que ela e o trio restante “não estão mais conversando” durante uma aparição no The Graham Norton Show.

“É triste, mas, honestamente, não há rivalidade da minha parte, e eu ainda os as amo e genuinamente desejo a elas tudo de bom”, disse ela ao apresentador, insistindo que não há ressentimentos entre o ex-quarteto.
“Eu adorei meu tempo com elas, e nós temos as memórias mais incríveis juntas, mas é apenas uma daquelas coisas que precisa de um tempo, então quem sabe. Para mim, elas ainda são a banda feminina mais incrível do mundo.”

Fonte: Cosmopolitan UK

Tradução e adaptação: Equipe Little Mix Brasil

 



11.11.21

Leigh-Anne, Jade e Perrie revisam seu catálogo e refletem sobre por que 2021 foi um “ano incrível para todas nós”

“Este ano foi tão lindo,” Jade Thirlwall diz com seu forte sotaque Geordie, apenas alguns minutos em uma chamada Zoom com a Billboard. “Houve muitas mudanças importantes para todas nós neste ano.”

Ela não está exagerando: o grupo feminino britânico de enorme sucesso está passando por um momento de transformação em vários níveis. O agora trio está celebrando seu 10º aniversário – uma vida inteira para um artista pop, especialmente um gerado pelo The X Factor em 2011 – e fechando a sua primeira década com “Between Us”, um projeto de grandes sucessos que será lançado nesta sexta-feira. Em agosto, as integrantes Leigh-Anne Pinnock e Perrie Edwards também se tornaram mães pela primeira vez, dando boas vindas a gêmeos e um menino, respectivamente, com apenas alguns dias de diferença nos partos. (As duas estavam conciliando os deveres de mães com as obrigações de estrelas do pop quando falaram com a Billboard no final de outubro – Edwards disse ao grupo para começar a entrevista sem ela e se juntou à videochamada um pouco mais tarde.)

“Você nunca pode se preparar para como sua vida vai mudar. Ser mãe é a bênção mais incrível e linda e eu realmente não tenho palavras para isso ”, diz Pinnock“Tem sido um ano realmente incrível para nós. Crescemos muito e tantas coisas lindas aconteceram para todos. Tem sido um bom ano.”

Little Mix descrever o ano de 2021 em termos tão brilhantes pode ser uma surpresa para alguns, dada a outra grande mudança pela qual o grupo passou recentemente – tornar-se um trio e o tumulto que se seguiu. No final do ano passado, não muito depois de lançar seu sexto álbum, Confetti”, Jesy Nelson anunciou que estava saindo do grupo, explicando que as pressões de estar em um grupo de garotas estavam afetando muito a sua saúde mental.

No entanto, quando ela lançou sua carreira solo neste outono com a colaboração de Diddy com Nicki Minaj no single “Boyz”, as coisas ficaram mais complicadas. Depois que os críticos acusaram Nelson de“Blackfishing” e promover estereótipos raciais na música e no clipe, ela se juntou a Minaj para uma live no Instagram, na qual ela disse que suas colegas de grupo nunca a abordaram preocupadas com sua aparência até o último clipe filmado [de “Sweet Melody”]; por sua vez, Minaj atacou os outros membros do grupo na live e nas redes sociais, referindo-se a elas como “ciumenta” e “palhaça [s]” e acusando Little Mix de “assédio moral” contra Nelson. (Desde então, Nelson disse que “não há rivalidade” com as integrantes restantes.)

Até agora, o grupo se absteve de comentar sobre as polêmicas em detalhe; em conversa com a Billboard , elas não falam da saída de Nelson, apenas enquadram os últimos meses em termos de crescimento pessoal.

“Observando as meninas e eu mesma, e eu sinto que este é o ano em que conquistamos a nossa própria independencia e sucesso”, diz Thirlwall.

Pinnock acena com a cabeça em concordância. “Estamos em um ponto em que somos mulheres adultas, todas temos muita confiança em nossa própria pele e sabemos exatamente quem somos agora, tanto individualmente quanto dentro do grupo. Sinto uma energia calma com nós três agora. Nós sabemos quem somos. Nós temos ums as outras. E é sobre isso.”

Então elas se fortaleceram como um trio, planejando uma turnê no Reino Unido-Irlanda em 2022 e continuando a lançar novas músicas em seu ritmo constante – desdeConfetti”, elas lançaram cinco singles e clipes, além de gravar novas músicas para Between Us”. Para um grupo que nunca parou por mais de dois anos entre os álbuns de estúdio, mesmo durante a pandemia, Thirlwall diz que uma coletânea de grandes sucessos ofereceu ao trio a chance de apertar o botão de pausa.

“Relembrando quando estávamos escolhendo faixas para o álbum – ouvindo a discografia e escolhendo o que entraria na coletânea – foi incrível voltar no tempo e revisitar essas memórias”, diz ela. “Quando você não para e está apenas dentro deste processo, esquece o quanto evoluiu e mudou ao longo dos anos.”

“Os últimos anos foram mais silenciosos do que o normal, obviamente, com tudo acontecendo”, acrescenta Pinnock“Mas ainda conseguimos fazer clipes, muitas divulgações- fizemos muito considerando a situação! A principal coisa que sentimos falta é a turnê. Todas nós tivemos nosso tempo para relaxar. Agora, coloque-nos de volta na frente de nossos fãs. ”

Enquanto o grupo reflete sobre uma década com o lançamento do “Between Us”, a Billboard pediu a Little Mix para olhar para trás em sua discografia – não apenas os sucessos, mas osas músicas profundas, as favoritas dos fãs e muito mais.

A música que você diria a um novo fã para ouvir primeiro:

Leigh-Anne: Jade, acho que você pode concordar – “Sweet Melody”?

Jade: Sim. Essa preenche todos os requisitos. Está te dando vocais, está te dando coreografia, é uma batida brilhante, é dançante, é edificante, é sexy, é divertida.

Leigh-Anne: Representa Little Mix!

A música que você tem que incluir na setlist do show ou os fãs vão se revoltar:

Leigh-Anne: “Shout Out To My Ex”, né? Essa é o hino. É um fato. “Shout Out” tem que estar na setlist, 100 por cento.

Jade: É a que geralmente tende a reagir melhor. Cada pessoa naquele público pode se relacionar com essa música. Todo mundo tem um ex. Todo mundo tem essa pessoa. E então, quando tocamos, você pode ver um mar de pessoas gritando no refrão e fazendo o movimento de punho para cima como nós fazemos. É um hino de bem-estar adequado ao qual todos podem se relacionar.

A música que você sempre deseja cantar – mesmo que ninguém mais se importe:

Jade: Oh meu Deus. Lembro que na turnê do “Glory Days” eu teria lutado até a morte para encaixar “Nothing Else Matters na setlist.

Leigh-Anne: Oh sim! [Risos]

Jade: Eu estava tipo, “eu não dou a mínima para quem gosta disso ou não, está acontecendo.” E eu realmente acho que reagiu muito bem na turnê, o público realmente gostou. É um momento adorável para respirar. “Nothing Else Matters” foi um hino subestimado no álbum “Glory Days”.

Leigh-Anne: Eu sinto que tudo que eu amo nunca entra! [Perrie entra no chat de vídeo.] Oi Perrie! Estamos falando sobre a música que você adora cantar e você não dá a mínima se ninguém gosta dela. Eu estava apenas dizendo que cada música que amo nunca entra no setlist porque amo as músicas mais subestimadas.

Perrie: Oh não! Isso deve ser tão irritante! Mas eu sinto que é verdade.

Leigh-Anne: É verdade! [Risos] Em “Confetti”, eu adoro “Breathe,” mas essa realmente não é uma favorita, o que é perturbador. Outra favorita é “I Love You” [do Get Weird]. Nunca cantamos essa. Isso é triste.

Perrie: Para mim, sempre quero cantar todas as baladas. Eu só quero entrar no palco e cantar por meia hora [as baladas]. Mas em um show da Little Mix, isso realmente não acontece. Nós temos “Secret Love Song” e todos os grandes singles que foram baladas, mas eu sempre quero cantar “Monster In Me” ou “Love Me Or Leave Me”. É difícil porque – isso soa tão terrível e arrogância – nós temos tantas músicas incríveis! Quando escolhemos as setlists, é muito difícil colocar nossas favoritos lá.

A música que levou sua carreira a um novo nível:

Perrie: “Touch”. É aquela vadia, não é?

Leigh-Anne: Mudou o jogo.

Perrie: Quando lançamos “Touch”, abrimos muito mais nossa base de fãs. As pessoas estavam ouvindo no rádio e pensando: “Meu Deus, isso é um hino”. Muitas pessoas começaram a curtir Little Mix pensando: “Isso é incrível, isso é tão legal”.

Jade:  Eu lembro que estávamos [promovendo] “Shout Out to My Ex”, mas realmente sentimos que “Touch” deveria ter sido o single principal quando fomos para os EUA para a turnê da Ariana Grande [para Dangerous Woman Tour]. Além disso, o clipe realmente não era o que esperávamos. O plano de fundo [com a tela verde] não era o que pensávamos que seria, e no início ficamos um pouco desanimadas. E então nós vimos o clipe e se tornou viral e foi tipo “Oh! Isso é muito bom!”

Perrie: E a Coreografia de Parris Goebel é simplesmente irreal.

E a moda também – Perrie, eu achei o corset de couro sobre o moletom tão legal e original.

Perrie: Obrigada! Todo mundo odeia isso! A quantidade de merda que recebo por aquele espartilho diariamente está além de mim.

Jade: Foi um momento!

A música que você está mais animada para tocar na turnê:

Perrie: “Sweet Melody!” Já foi lançada há mais de um ano, fez muito sucesso, mas nunca tocamos na frente de uma multidão. Não é estranho? Fizemos apresentações na TV, mas nunca fizemos isso para nossos fãs.

Jade: Quando eu estive em LA recentemente, fui a um bar gay em uma noite e “Sweet Melody” começou. Muitos caras no bar começaram a fazer a coreografia. É aí que você sabe que é bom: se você puder ir a um bar gay e eles souberem refazer a coreografia.

Uma música que não foi single e se tornou uma das favoritas dos fãs:

Jade: “Wasabi” [do LM5 de 2018].

Leigh-Anne: Decolou, não foi?

Jade: Merecia ser um single, mas não deu certo. “Wasabi” teve mais streams do que alguns dos singles desse álbum, o que é bem louco. E também “Secret Love Song, parte 2” realmente ganhou vida própria no álbum “Get Weird”. Isso foi meio que reivindicado como um hino para a comunidade LGBTQ+ entre nossos fãs. Então foi bom que ele fez sucesso organicamente e teve um mundo próprio.

Leigh-Anne: “Love Me or Leave Me” [do Get Weird] tem muitos streams.

Perrie: Sério?!

Leigh-Anne: Sim, está, tipo, no topo de nossas músicas com mais streams.

Perrie: Eu não acredito!

Leigh-Anne: Essa e “Wasabi” são os não singles com mais streams.

Perrie: Isso é incrível. Eu não sabia disso.

A música antiga com a qual você se reconectou recentemente:

Leigh-Anne: Lembram de “Towers ” do álbum Salute? Acho que a gravadora queria que fosse um single, e nós pensamos, “Não, não queremos!” Mas agora eu amo isso. É adoravel. Não é estranho como você muda de ideia?

Jade: Eu me sinto assim com“Woman Like Me” porque tanta merda aconteceu durante aquela época [se referindo a elas deixando a gravadora Syco], e isso me fez não gostar da música. Fiquei um pouco impactada com as experiências que cercaram a música. Mas, anos depois, posso olhar para trás e pensar, “Na verdade, é uma ótima música pop, é brilhante.” E o vídeo é fenomenal, um dos nossos melhores.

Perrie: Tem uma aleatória que eu quase não quero dizer, mas é – oh meu Deus, eu não consigo nem lembrar, como se chama? [Cantando] “Então, oh, diga-me…”

Jade: Ah! “They Just Dont Know You.”

Perrie: Sim! Eu ouvi essa não faz muito tempo e pensei, “Oh sim, essa é realmente uma boa música”.

Leigh-Anne: [Cantando] “Ela não gosta da maneira como você usa o seu cabelo…”

Perrie: Essa letra me faz sentir um pouco embaraçada, mas é uma boa música.

A música que recebeu uma recepção diferente no exterior:

Leigh-Anne: “Reggaetón Lento” [com CNCO] foi muito vibrante no Brasil. Eu sinto que essa foi huge mundialmente

Jade: Sim, mais do que no Reino Unido

Perrie: Por que eu sinto que quando cantávamos  “How Ya Doin’?” no Japão eles se animavam?[As outras duas caíram na gargalhada.]

Jade: Sim, foi.

Perrie: Assim que eles ouviam [cantando] “Hey, how ya doin”, eles adoravam! Eu lembro!

Leigh-Anne: “Secret Love Song” também no Japão.

Perrie: O Japão adora baladas. É um silêncio absoluto na arena. Você pode ouvir um alfinete cair quando canta uma balada porque eles apreciam muito.

A colaboração da qual você não pode acreditar que faz parte:

Jade: Quando fizemos “More Than Words” no LM5 com o Timbaland. Ele é uma lenda na produção de músicas. E embora não tenhamos trabalhado diretamente com ele na faixa, quando você ouve “More Than Words”, pode dizer que é uma faixa de Timbaland. Ele foi tão monumental na indústria da música. Ele trouxe todas aquelas músicas incríveis, com Nelly Furtado e tudo mais – e aquele álbum que ele fez [Shock Value], que era hino após de hino. É simplesmente icônico. Então, para mim, foi um bom momento.

Leigh-Anne: Uma sobre a qual não falamos o suficiente é “Red Planet” com T-Boz de TLC. 

Perrie: Um membro do TLC participando de uma de nossas músicas assim que começamos foi louco. Tivemos muita sorte.

Jade: E Missy Elliott também no álbum de DNA. Missy Elliott! Eu sinto que não percebi na época o quão icônico isso era. Nós literalmente temos a rainha do rap original, Missy Elliott, uma lenda absoluta, apenas casualmente fazendo um verso em “How Ya Doin ‘?” E ela foi mentora de Sharaya J, quem está na música “strip”[do LM5]. Portanto, foi um momento de círculo completo, saber que uma das protegidos de Missy está em uma de nossas canções anos depois. Isso é bem legal.

A música que você gostaria de dar uma segunda vida com um remix:

Leigh-Anne: “Sweet Melody” com Cardi B?

Jade: Isso seria incrível.

Perrie: Ou algo como “FU,” mas com o Bruno Mars?

Jade: Sim! Amo isso.

Perrie: Isso seria incrível, não é?

A música que você gostaria de consertar com mais um dia no estúdio:

Perrie: Para mim seria o álbum inteiro do DNA ou apenas “Turn Your Face”. Eu tinha amígdalas naquela época e não tenho amígdalas agora. Então, quando ouço, fico tipo: “Quem é essa?” É uma loucura. Então, eu iria regravar esse álbum, eu acho.

Jade: Você soa tão diferente naquele álbum, é insano.

Perrie: É louco. Lembro-me de estar sempre doente, de ter amigdalite constantemente. E eu apenas tive que gravar de qualquer maneira. Você pode dizer que eu soo horrível.

A nova música que você mais deseja que os fãs ouçam:

Perrie: “Between Us”.

Leigh-Anne: Aw!

Perrie: Todas nós vamos chorar toda vez que ouvirmos isso. Jade chama isso de nossa canção de amor de umas para as outras. É basicamente sobre nossa amizade, nossa irmandade e o amor que temos umas pelas outras. É muito fofo, e sabemos que quando cantarmos em turnê, não vamos passar por isso sem chorar.

As músicas que melhor mostram umas às outras:

Jade: Para Perrie, com certeza  é “Secret Love Song”. Porque sempre que cantamos ao vivo, ela sempre segura a última nota no final: “I’m yooooours!” E em algumas noites parece que a nota dura por 10 minutos, mas da melhor maneira possível. É fenomenal. Esse controle de respiração é realmente incomparável.

Leigh-Anne: Concordo!

Perrie: Obrigada!

Jade: E os fãs adoram. E então com Leigh-Anne, ooh, qual é o meu momento da Leigh-Anne favorito?

Perrie: Eu me lembro de “Your Love” quando ela faz [cantando as notas altas] “Your love make me feel like!”e toda a multidão grita “Aaaaaaah!”

Leigh-Anne: Eu amo essa música.

Perrie: Leigh-Anne na Versão acústica “Touch”, as pessoas também enlouquecem.

Jade: Há uma apresentação que Leigh-Anne faz em termos de dança, qual é? Eu vi no Instagram recentemente. Minha página Explorar mostra apenas as outras garotas tendo momentos incríveis no palco. O Instagram sabe que é isso que eu amo.

Perrie: Quando cantamos “Secret Love Song” ao vivo no nosso programa “The Search” – isso me pega todas as vezes.

Leigh-Anne: Eu ia dizer essa para você!

Perrie: E você ?!

Leigh-Anne: A nota final, você literalmente faz como Céline Dion. Você nunca tinha feito assim antes.

Jade: “Secret Love Song” no “The Search” foi ótima para todos nós.

Perrie: Acho que somos fantásticos cada vez que cantamos! [Risos]

Leigh-Anne: Você sabe qual foi realmente boa? O último acústico que acabamos de fazer,“Confetti.” Essa foi ótima.

Perrie: Os Adlibs da Jade, ela detonou. Eles eram muito bons.

Jade: Em termos de clipe, para mim “Shout Out” foi um momento da Perrie muito bom. Todo mundo adorou a maquiagem e os fios rosa em seu cabelo. Para Leigh-Anne, lembro-me de assistir o clipe de “No More Sad Songs” [com Machine Gun Kelly] tipo, “Yeaaaaaah.”

Perrie: E “Power, “quando ela desfila pela rua com o cachorro? Surreal. E a Jade no clipe de “Sweet Melody” – quer dizer, vamos lá!

Leigh-Anne: Sim!

Jade: Poderíamos continuar por horas.

 

Fonte: Billboard

Tradução e adaptação: Equipe Little Mix Brasil



05.11.21

Little Mix lançou na data de hoje, 05 de novembro,  “Between Us” faixa que da o título ao novo álbum da girlband.

Sobre a canção, as meninas escreveram nas redes sociais:

“Essa música é extremamente especial para nós. É sobre os últimos dez anos e tudo o que passamos juntas. Nós temos essa música há meses e ainda ficamos emocionadas toda vez que a ouvimos (quem sabe como vamos lidar com essa ao vivo?).”

Para marcar seu 10º aniversário, o grupo feminino – composto agora por Perrie Edwards, Jade Thirlwall e Leigh-Anne Pinnock – lançará um álbum de coletânea com os maiores sucessos e 5 novas músicas, ‘Between Us‘.

Perrie, Leigh-Anne e Jade se uniram  com o cantor e produtor MNEK para escrever a música. Confira:


Letra original:

When the curtains close and all of the lights go down
Safe to say I’ll stay will always stick around
And I will fix your crown
And if you’re knocked I’m your rock
I won’t stop you will never be in doubt

Like damn we got history
Shared every misery
Lived every victory
Yeah we got synergy
If they hurt you they’re hurting me
That’s just the way it be
We walked though the fire
And as the flames got higher
It made us survivors
Yeah it made us fighters, fighters

So here’s my vow
Starting from herе and now
Nothing comes between us
Nothing comes bеtween us
I swear that we won’t lose this thing we’ve found
Cause love will never leave us
Nothing comes between us
Between us
Us
Us
Us
Nothing comes between us
Us
Us
Us

Remember the day when we finally found our wings?
It changed our lives gave us power to do anything (anything)
And every time they’d break us down (break us down)
We bounced back every track had your back
So you’d never be in doubt

Damn we got history
And all these sweet melodies
Lived every victory
Yeah we got synergy
If they hurt you they’re hurting me
Yeah that’s just the way it be
We walked though the fire
And as the flames got higher
Yeah it made us survivors yeah it made us fighters, fighters

So here’s my vow
Starting from here and now
Nothing comes between us
Nothing comes between us
I swear that we won’t lose this thing we’ve found
And love will never leave us
Cause nothing comes between us
Between us
Us
Us
Us
Nothing comes between us
Us
Us
Us

(Damn we got history)
Even when life moves on
(If they hurt you they’re hurting me)
We will always be as one

So here’s my vow
Starting from here and now
Nothing comes between us
Nothing comes between us
I swear that we won’t lose this thing we’ve found
Love will never leave us
Nothing comes between us
Between us
Us
Us
Us
I swear that we won’t lose this thing we found
Us
Between us
Us

When the curtains close and all of the lights go down
It’s safe to say I’ll stay I will always stick around

 

Tradução:

Quando as cortinas se fecharem e todas as luzes se apagarem
É seguro dizer que eu vou ficar, vou estar sempre por perto
E eu vou ajeitar a sua coroa
E se você estiver derrotada, sou sua fortaleza
Não vou parar, você nunca terá dúvidas

Tipo, nossa, nós temos história
Compartilhamos cada sofrimento
Vivemos cada vitória
Sim, nós temos sinergia
Se te machucarem, estão me machucando
É assim que deve ser
Nós caminhamos através do fogo
E conforme as chamas ficavam mais altas
Isso nos fez sobreviventes
Sim, nos fez guerreiras, guerreiras

Então, aqui está a minha promessa
Começando aqui e agora
Nada fica entre nós
Nada fica entre nós
Eu juro que não vamos perder isso que encontramos
Porque o amor nunca nos deixará
Nada fica entre nós
Entre nós
Nós
Nós
Nós
Nada fica entre nós
Nós
Nós
Nós

Se lembra do dia em que finalmente encontramos nossas asas?
Mudou nossas vidas, nos deu poder para fazer qualquer coisa
E toda vez que nos derrubaram
Nos reerguemos, cada faixa te deu apoio
Então você nunca terá dúvidas

Nossa, nós temos história
E todas essas doces melodias
Vivemos cada vitória
Sim, nós temos sinergia
Se te machucarem, estão me machucando
Sim, é assim que deve ser
Nós caminhamos através do fogo
E conforme as chamas ficavam mais altas
Sim, isso nos fez sobreviventes, nos fez guerreiras, guerreiras

Então, aqui está a minha promessa
Começando aqui e agora
Nada fica entre nós
Nada fica entre nós
Eu juro que não vamos perder isso que encontramos
E o amor nunca nos deixará
Porque nada fica entre nós
Entre nós
Nós
Nós
Nós
Nada fica entre nós
Nós
Nós
Nós

(Nossa, nós temos história)
Mesmo quando a vida continuar
(Se te machucarem, estão me machucando)
Nós sempre seremos como uma

Então, aqui está a minha promessa
Começando aqui e agora
Nada fica entre nós
Nada fica entre nós
Eu juro que não vamos perder isso que encontramos
O amor nunca nos deixará
Nada fica entre nós
Entre nós
Nós
Nós
Nós
Eu juro que não vamos perder isso que encontramos
Nós
Entre nós
Nós

Quando as cortinas se fecharem e todas as luzes se apagarem
É seguro dizer que eu vou ficar, vou estar sempre por perto

Tradução e adaptação: Equipe Little Mix Brasil



01.11.21

Em meio a uma briga pública e rumores de separação, Leigh-Anne Pinnock, Jade Thirlwall e Perrie Edwards ainda estão em harmonia.

Quarenta minutos antes de eu falar com Little Mix via Zoom – a primeira entrevista delas como um trio – o publicista do grupo manda mensagem se desculpando porque Perrie Edwards e Leigh-Anne Pinnock vão se atrasar, pois estão amamentando seus bebês (Perrie deu à luz seu filho em agosto; no mesmo mês, Leigh-Anne deu à luz gêmeos). Cinco minutos antes do horário, o publicista manda mensagem novamente. ‘Perrie teve uma fralda explosiva! Só mais alguns minutos. Desculpa.’

Esses pequenos atrasos não são nada, já que a entrevista quase não aconteceu. Dois dias antes, uma briga havia estourado entre Leigh-Anne e a ex-colega de grupo Jesy Nelson, depois que mensagens vazadas entre Leigh-Anne e um influencer supostamente mostraram Leigh-Anne acusando Jesy de ‘blackfishing‘ – quando uma pessoa branca tenta parecer negra para ganho social ou financeiro – em seu videoclipe de seu novo single Boyz.

A rapper Nicki Minaj, que fez um feat em Boyz, prontamente interveio para acusar Leigh-Anne de tentar arruinar a nova carreira solo de Jesy, taxando ela e o resto do grupo como “palhaças invejosas e miseráveis”. Jesy disse que nunca teve a intenção de ofender.

Leigh-Anne tem falado abertamente sobre o racismo que vivenciou: seu documentário da BBC, “Leigh-Anne: Race, Pop and Power”, é imperdível para quem quer se educar sobre como o racismo ainda está perigosamente desenfreado na indústria musical.

Elas têm algo a dizer sobre blackfishing?

“Capitalizar os aspectos da negritude sem ter que suportar as realidades diárias da experiência negra é problemático e prejudicial para as pessoas de cor”, diz Leigh-Anne. “Achamos que não é correto usar estereótipos prejudiciais. Há tanto a dizer sobre esse assunto que é difícil resumir em uma frase de efeito.”

Elas são firmes, no entanto, em não quererem falar sobre seu conflito com Jesy.

“Nós realmente não queremos entrar nesse assunto porque temos tantas coisas para celebrar como um trio”, diz Jade Thirlwall.

“Temos lidado com isso da melhor maneira e nos ajudamos durante essa situação. Não queremos falar sobre o clipe, nem criticar, mas uma coisa que vamos explicar em relação ao blackfishing é que Jesy foi abordada pelo grupo de uma forma muito amigável e educativa. Essa conversa aconteceu antes mesmo de Jesy deixar o grupo.”

As Spice Girls podem ter cantado a famosa frase “a amizade nunca termina”, mas esse conceito sentimental nem sempre é verdadeiro quando você está em um grupo feminino, ou em qualquer grupo. A história do pop está repleta de vínculos, promessas e sonhos quebrados, sejam os Beatles em 1970, Take That em 1996, as Spice Girls em 2000, seja o One Direction em 2015.

Quando Jesy Nelson deixou a Little Mix em dezembro de 2020 para cuidar de sua saúde mental, ela seguiu um caminho bem trilhado, mais recentemente percorrido por Geri Halliwell, Robbie Williams e Zayn Malik. Rara é a banda que se separa sem animosidade. Infelizmente, na era digital, toda animosidade é amplificada, distorcida e impossível de controlar. Quando se trata de brigas nas redes sociais, raramente há vencedores: apenas perdedores e perdedores maiores.

O primeiro grupo britânico a fazer sucesso na América desde as Spice Girls, Little Mix é um dos grupos femininos de maior sucesso do mundo. Seis números um do Reino Unido, uma série de álbuns de platina e uma fortuna estimada de 54 milhões de libras depois, elas também são as vencedoras do X Factor mais ricas da história do programa.

Engraçadas, sinceras e com os pés no chão, Little Mix acumulou uma base de fãs devotados que amam seu poder feminino e a honestidade com a qual elas prontamente creditaram outras girlbands (mais notavelmente as Spice Girls, cujo nome foi citado no ano passado, quando ganharam um Brit Award de Melhor Grupo Britânico – a primeira girlband a ganhar o título) por terem aberto o caminho para seu sucesso.

Hoje elas estão em um estado de espírito reflexivo, gratas pelo passado, gratas aos seus fãs e esperançosas com o futuro. ‘Sabíamos que tínhamos algo especial e adorávamos nossa irmandade, por isso queríamos que durasse para sempre’, diz Perrie, quando questionada se alguma vez imaginou que Little Mix duraria tanto.

“Temos sorte de ter uma base de fãs que nos apoia de qualquer maneira. Se não fosse por eles, não estaríamos juntas por 10 anos.”

Cabelo penteado para trás, sem maquiagem e vestidas com roupas confortáveis, as três estão tão animadas hoje quanto eram quando começaram (Perrie e Jade têm agora 28 anos; Leigh-Anne, 30) e parecem inalteradas pela fama.

Qualquer pai ou mãe de primeira viagem que esteja se perguntando como é a licença-maternidade quando você está no grupo feminino de maior sucesso do Reino Unido deve notar que é muito parecida com a de todo mundo: uma mistura caótica de noites sem dormir e mal se vestir, alimentada por sorvete Ben & Jerry’s e muitos deliveries.

“Não existe mais isso de ter um estilo de vida programado”

Diz Perrie, sentida, falando do quarto do bebê em sua casa em Manchester. Leigh-Anne, entretanto, está falando de sua casa em Buckinghamshire.

“Como você diz, Pez, você não pode planejar nada. Mesmo quando você quer amamentá-los em um determinado momento, nunca sai como o planejado.”

“Axel é dorminhoco, mas não sei como você está lidando com dois bebês, Leigh-Anne”, diz Perrie.

“Nem eu sei,” responde Leigh-Anne. “A noite passada foi horrível. Tentei amamentá-los ao mesmo tempo, um após o outro. Normalmente é uma rotina muito boa, mas não foi ontem à noite. Nossa, foi horrível!”

Enquanto Perrie compartilhou fotos do bebê Axel, cujo pai é o jogador de futebol do Liverpool Alex Oxlade-Chamberlain, nas redes sociais, Leigh-Anne optou por manter em segredo os gêneros e nomes de seus gêmeos com o parceiro Andre Gray (também jogador de futebol, pelo QPR) . Ela se recusa a compartilhar mais detalhes agora. “Vou manter isso para mim,” ela informa.

Jade, que mora em Londres, é a única que não gerou um pequeno Mixer, mas recentemente adquiriu outro cão de resgate, que divide com seu parceiro Jordan Stephens, da banda de hip-hop Rizzle Kicks.

Já temos Spike e agora temos Mimi”, diz ela. “Esses são os meus bebês atualmente.”

Coletivamente, o outro bebê das meninas é seu novo álbum, do qual a primeira faixa, Love (Sweet Love), foi lançada no mês passado e alcançou o número cinco na parada do iTunes. Between Us é um álbum de grandes sucessos também com novas faixas, cheio de suas letras características, afirmações positivas e harmonias vocais crescentes.

“Acho que sempre que vamos para o estúdio, automaticamente queremos escrever sobre empoderamento feminino”, diz Leigh-Anne.

Eu estava preocupada em conduzir uma entrevista multi-telas para o Zoom com um grupo em crise e com rumores de que iriam se separar em breve (todas as três estão ativamente buscando projetos solo), mas o que quer que os tabloides estejam dizendo, Jade, Perrie e Leigh-Anne estão demonstrando com convicção uma unidade, tendo empatia e terminando as frases uma da outra com todo o calor de um trisal feliz.

“Estamos muito sincronizadas, não estamos?” diz Jade, e as outras concordam com a cabeça.

“É como um superpoder que você obtém quando está em um grupo feminino: você simplesmente sabe o que a outra está pensando. É muito louco.”

É igualmente louco que um grupo formado por Simon Cowell (elas se separaram de sua equipe de gestão, Syco, em 2018) no The X Factor conseguiu ficar junto (embora com uma integrante a menos) por 10 anos – principalmente porque todas elas fizeram o teste para o programa como artistas solo.

Cerca de 13 milhões de pessoas assistiram a Little Mix vencer o The X Factor em 2011, lançando quatro desconhecidas de 17 a 20 anos na indústria musical com uma velocidade que as deixou sem fôlego e para a qual estavam pouco preparadas.

E quando Jesy Nelson saiu, citando sua saúde mental, as mães ficaram tão chateadas quanto as filhas porque um quarteto aparentemente feliz não durou. O documentário de Jesy na BBC Three de 2019, Odd One Out, é um relato angustiante de como anos de cyberbullying a levaram a uma tentativa de suicídio.

Então, como um grupo feminino sobrevive no século 21? Como elas definiriam seu poder de permanência?

“É uma combinação de destino, trabalho duro, amizade e falta de ego”, diz Jade. “Todas nós tínhamos o mesmo objetivo de ser iguais e sempre olhar para o cenário geral ao invés de focar nas coisas pequenas e triviais. Nós realmente trabalhamos duro e sempre tivemos essa mentalidade. Como um grupo feminino vindo de um programa como o The X Factor, sempre parecia que havia um ponto para ser constantemente provado.”

O que elas gostariam de saber há 10 anos?

“Como ler um contrato corretamente”, diz Jade. ‘Tínhamos literalmente 17, 18 e 19. Obviamente nossas famílias também não entendiam como funcionava [a indústria musical], então realmente não havia ninguém para nos aconselhar.”

“Sim”, concorda Leigh-Anne. “Eu acho que nem lemos nada.”

“Jade, você está certa”, diz Perrie. “Lembro de nossas mães [olhando os contratos] dizendo: ‘Meninas, não sabemos o que isso significa’, então foi bastante intimidante. Nós fazíamos 50 bilhões de perguntas em uma reunião de contabilidade e anotávamos ou gravávamos tudo. Então, basicamente aprendemos ao longo do caminho.”

“E gradualmente trouxemos pessoas em quem confiamos para nos guiar na direção certa”, acrescenta Jade. “Obviamente, quanto mais sucesso você obtém, mais poder e mais voz você tem sobre como as coisas são ditadas.”

Mesmo sendo ingênuas, elas dizem que sempre se esforçaram para estar no controle.

“Mesmo no The X Factor, eu escrevia meu próprio rap e inventávamos os arranjos”, diz Leigh-Anne.

“Eu me lembro daquele rap”, sorri Jade. “Eles provavelmente estavam acostumados a dar tudo aos competidores e dizer o que eles queriam. E então nós chegamos. Como Leigh disse, em termos de imagem e de marca, tudo veio de nós desde o início – provavelmente mais do que as pessoas pensam.”

“Desde o início, todas concordaram que íamos ser nós mesmas”, acrescenta Perrie.

Junto com a indústria do cinema e da moda, a indústria da música teve sua parcela de histórias do MeToo lançadas recentemente, e eu me pergunto se a Little Mix tem algo a acrescentar.

“Acho que está acontecendo uma mudança em que as artistas estão ganhando mais controle sobre como querem que as coisas funcionem”, diz Jade.

“Mas adoraríamos ver mais mulheres chefes de gravadoras. Às vezes se torna frustrante quando você está sentada em uma sala cheia de executivos de negócios e é predominantemente liderada por homens brancos. Definitivamente experimentamos muito sexismo e misoginia ao longo dos anos, o que, infelizmente, ainda é bastante predominante, assim como o racismo. Definitivamente já nos disseram que nossa opinião não é tão válida porque somos mulheres. E nós definitivamente fomos sexualizadas de uma forma que talvez não tenha sido nossa escolha.

Sempre que sentimos que queríamos nos fortalecer de uma forma sexual, isso vinha muito de nós, mas nos primeiros dias, especialmente quando íamos para certas salas, era esperado que flertássemos com as pessoas, ou talvez usássemos isso [flertar] como uma forma de tentar chegar a algum lugar em nossas carreiras. Definitivamente houve alguns produtores ao longo do caminho com os quais me sentei em uma sala e me senti intimidada ou preocupada por outras mulheres. Não sei das outras meninas, mas eu sou muito grata por ter sucesso, porque me preocuparia com alguém que está começando, estando naquela sala.”

As outras concordam em uníssono.

“Mas também, a mídia sempre nos sexualizou”, ressalta Leigh-Anne. Eu sinto que isso precisa parar. Fale sobre como somos talentosas, não sobre a aparência de nossos seios.”

“Se eu ganhasse meio quilo para cada vez que um artigo diz ‘seios grandes’, ‘mostra a barriga’ ou ‘exibe uma aparência sexy’, suspira Jade. “Tipo, sério? Precisamos usar esses termos? Viemos de uma época em que, especialmente no início, os paparazzi ainda tinham permissão para tentar levantar sua saia enquanto você entrava em um táxi.”

Ela se lembra de ter sido incluída na agora extinta revista masculina FHM’s Sexiest Women Awards, e seus amigos a parabenizando. “Parabéns”? Ela gagueja. “Eu tinha acabado de fazer 18 anos. Eu literalmente parecia uma criança na foto.”

“As mulheres são tão sexualizadas, sempre”, diz Perrie. “É uma merda. Se você quer se sentir realmente sexy e se exibir, isso é criticado. Não dá para ganhar. Você se cobre com moletons largos, porque você está um pouco insegura, e eles reclamam disso também. Como mulher, você nunca vai agradar a todos. É assim que funciona. Isso precisa mudar.”

“Eu sinto que agora estou olhando para o meu corpo de uma forma diferente”, acrescenta Leigh-Anne. “Eu estou amamentando, então eu sinto que meus seios são para alimentar os meus filhos. Quando estou fora de casa e quero amamentar, por que é algo que tenho vergonha de fazer?”

Todas elas dão crédito às suas famílias por mantê-las com os pés no chão e amarrá-las às suas comunidades, apesar de seus respectivos milhões.

“Para mim, dinheiro significa ajuda”, diz Perrie.

“Minha mãe era uma mãe solteira com dois filhos. Ela sempre economizou, embora nunca quiséssemos nada. Quando entrei no The X Factor, só queria uma vida boa para minha mãe e meu irmão. Comprar uma casa para ela foi a melhor coisa do mundo. A maior parte do meu dinheiro vai para minha família. Dinheiro significa que você pode investir em sua comunidade e usá-lo para o bem”

Acrescenta Jade, que é extremamente próxima de sua mãe egípcia/iemenita e de seu pai inglês. Ela comprou um bar e casa noturna em South Shields, sua cidade natal, além de investir em clubes de futebol e teatro locais.

Leigh-Anne, que foi criada em High Wycombe, criou o The Black Fund, uma organização que canaliza apoio financeiro e outros para instituições de caridade que ajudam a empoderar as comunidades negras.

“Eu estava cansada de falar sobre ver uma mudança e queria colocar algo em ação”, diz ela.

‘Ação’ é a qualidade mais marcante de cada integrante do grupo, pois é claro que todas elas têm grandes planos. Mas, embora o impulso para alcançar e melhorar a si mesmas seja o que as manteve juntas por tanto tempo, é também o que pode, em última instância, separá-las. Se elas permanecerem como um grupo ou perseguirem seus sonhos solo, espero que elas possam permanecer em paz uma com a outra. E os fãs de Little Mix podem ficar animados porque elas fizeram as pazes com elas mesmas.

 

Fonte: Stella Magazine

Tradução e adaptação: Equipe Little Mix Brasil



31.10.21

É uma época agitada para Perrie Edwards. A estrela da Little Mix não só deu as boas-vindas ao seu primeiro filho chamado Axel com o namorado Alex Oxlade-Chamberlain em agosto, mas também está se preparando para lançar sua própria linha de moda.

A cantora de 28 anos fez uma live no Instagram na quinta-feira (28 de outubro) para compartilhar mais informações sobre sua marca Disora ​​com os fãs.

Embora ela tenha compartilhado detalhes empolgantes sobre Disora, ela acabou recapitulando a noite em que deu à luz pela primeira vez.

“Meu bebezinho Axel é literalmente minha obsessão no momento”, disse Perrie sobre seu filho recém-nascido, antes de revelar que “ele nasceu três semanas antes do esperado”.

“Minha mãe veio numa quarta-feira para me ajudar a preparar o quartinho, deixar tudo pronto para o bebê e ela disse, ‘Vou três semanas antes para te ajudar, tudo bem?’ e eu falei ‘Com certeza venha três semanas antes!”, lembra Perrie.

Duas noites após a chegada de sua mãe, a bolsa da estrela do pop estourou.

“Corri para o quarto da minha mãe e falei, ‘Mãe, acho que minha bolsa estourou.’ e ela ‘Não, você deve ter feito xixi na cama, vá dormir. Deve ser a sua bexiga, você não consegue mais controlá-la esses dias,’ Perrie compartilhou com uma risada.

“Eu fiquei tipo ‘Não, mãe, tem alguma coisa acontecendo, acho que minha bolsa estourou.”

O namorado dela, um jogador de futebol profissional, não estava em casa quando a bolsa de Perrie estourou. Ela e sua mãe foram ao hospital para se certificar de que ela não tinha realmente feito xixi antes de alertar Alex sobre a situação.

“Queríamos ter certeza de que minha bolsa tinha realmente estourado quando chegamos ao hospital só em caso de eu ligar, ele se preocupar e correr para o hospital e na verdade era xixi. Imagina só se eu tivesse feito xixi e ele tivesse vindo do hotel?”, Perrie continuou, ainda rindo da memória.

Embora a chegada de seu filho tenha acontecido mais cedo, Perrie ainda descreveu seu nascimento como a “coisa mais empolgante” que ela já experimentou.

“Sim, então três semanas antes. Foi uma grande surpresa”, disse ela. “Ele chegou mais cedo, o que eu não achei ruim porque tivemos três semanas de bônus, é isso que eu tenho falado.”

Além de ser uma nova mãe e lançar a Disora, Perrie também lancará um álbum especial de décimo aniversário com suas companheiras da Little Mix Leigh-Anne Pinnock e Jade Thirlwall em algumas semanas. O álbum, intitulado Between Us, incluirá os maiores sucessos de seus álbuns anteriores, bem como cinco canções inéditas.

“Não dá para acreditar que já se passaram 10 anos. O tempo voou, e quando você olha para trás, fizemos tantas coisas das quais nos orgulhamos”, disse Perrie em um comunicado.

Jade também entrou na conversa, dizendo que “será ótimo ter todos os nossos grandes sucessos como um grupo em um álbum pela primeira vez, celebrando 10 grandes anos de Little Mix. As faixas também mostram o quanto crescemos como artistas, de ‘Wings’ a ‘Heartbreak Anthem’.”

“Também estamos muito animadas para lançar cinco novas músicas que estamos criando”, disse Leigh-Anne sobre o Between Us. “Mal podemos esperar para que nossos fãs ouçam as novas faixas em que estamos trabalhando. Esperamos que eles as amem tanto quanto nós!”

Between Us será lançado no dia 12 de novembro.

Fonte: IHeart | Tradução e adaptação: Equipe Little Mix Brasil



18.10.21

Eu posso revelar que Perrie Edwards planeja se reinventar como uma guru de “estilo de vida” para rivalizar com Gwyneth Paltrow e a marca será lançada em breve. Ela passou mais de dois anos trabalhando silenciosamente em uma marca de luxo chamada “Disora” que venderá joias, roupas e cosméticos.

A cantora entrou com um pedido de registro de marca para cobrir uma grande quantidade de itens, então a música ficará em segundo plano.

Uma fonte disse:

 

“A música foi o primeiro grande amor da Perrie e de forma alguma ela descarta fazer alguns projetos solo no futuro, mas ela também deseja fazer outras coisas e sabe que existe um grande mercado para mulheres na casa dos 20 ou 30 anos que desejam um pouco de luxo em suas vidas.”

“Perrie surgiu com a ideia alguns anos atrás e passou muito tempo trabalhando nisso durante seu tempo de pausa no Little Mix devido à pandemia. Ela irá lançar em breve.”

“Será o primeiro grande projeto que ela irá assumir desde que deu a luz ao seu filho Axel em agosto.”

 

Perrie terá concorrência da empresa “Goop” da Gwyneth nos Estados Unidos e de “Wylde Moon” que foi lançada recentemente por Holly Willoughby.

Ao menos não parece que ela irá vender velas extremamente caras como Holly, pelo menos por enquanto.

Falei semana passada sobre como Perrie, Jade e Leigh-Anne estão planejando projetos individuais para 2022, o que poderia levar ao fim do grupo. Leigh-Anne já lançou sua marca de biquínis, “In’A’Seashell” e fará seu debut como atriz no filme Boxing Day que será lançado em dezembro. Jade começou a escrever músicas para outros artistas e está dando pequenos passos para a carreira solo.

Depois de incríveis dez anos juntas, eu entendo porque de elas quererem fazer suas próprias coisas. Mas como um dos melhores grupos femininos da história, eu espero que isso não seja o fim de Little Mix.

 

Fonte: The Sun



12.10.21

Jesy Nelson foi alertada por sua ex colega de banda, Leigh-Anne do Little Mix, sobre o fato de seu bronzeamento excessivo ser ofensivo para pessoas negras.

Jesy tem sido acusada de roubar a cultura negra praticando blackfishing.

The Sun revela que Leigh-Anne, 30 anos, se desentendeu com Jesy, 30 anos, por usar bronzeamento artificial e penteados para parecer como descendente negra.

Leigh-Anne, que tem descendência barbadiana e jamaicana, alertou Jesy sobre sua aparência no verão passado enquanto fazia seu documentário sobre racismo para a BBC.

Aquilo colocou uma barreira entre as meninas conhecidas por seu single “Shout Out to My Ex”, meses antes da Jesy deixar o grupo em dezembro.

Uma fonte disse:

“Leigh-Anne teve uma conversa com Jesy, tentando explicar porque ela estava chateada e o porque de isso ser tão ofensivo. Ela sentiu que tinha que abordar esse assunto enquanto fazia seu documentário sobre racismo, mas, aparentemente, não resultou em nada.”

“ Para Jesy dizer que nunca ouviu falar disso antes (blackfishing) é muito rude”.

“É muito frustrante saber que ela não levou nada disso em consideração”.

Jesy disse que só sofreu acusações de blackfishing após deixar o Little Mix, mas uma fonte próxima do grupo disse que os representantes do Little Mix também a alertaram três anos atrás quando a mesma encheu seu cabelo de tranças.

Ela foi acusada de apropriação cultural e deletou a foto do Instagram.

Jesy, que usou tranças em seu primeiro clipe solo de “Boyz”, que foi lançado na sexta-feira, foi questionada sobre isso na semana passada. Ela disse ser uma “mulher branca britânica”, o que causou estranheza em alguns fãs que foram induzidos a acreditar que ela era birracial.

Perguntada anteriormente sobre blackfishing, Jesy disse:

“Durante todo o tempo em que estive no Little Mix nunca ouvi nada disso. Eu saí do grupo e as pessoas começaram a falar sobre isso do nada.”

Leigh-Anne e suas colegas de grupo Jade Thirlwall e Perrie Edwards, ambas com 28 anos, pararam de seguir Jesy no Instagram durante o final de semana depois dos comentários sobre blackfishing.

Jesy não falou com o trio desde dezembro.

 

Fonte: The Sun



05.10.21

Acho que tenho uma vida bastante agitada – ou tive uma vida bastante agitada, antes da pandemia”, Jade reflete enquanto conversávamos ao telefone em uma (surpreendentemente) fria manhã de final de setembro. “Mas a pandemia deu a todos uma chance para refletir e pensar sobre suas prioridades – e assim saí dessa experiência com ainda mais motivação e mais ambição de alcançar todas as coisas que desejo.”

Fora da música? Para Jade Thirlwall, de 28 anos, fazer movimentos na indústria da beleza está no topo dessa lista de prioridades.

Sempre que fazemos vídeos, sou eu quem envia ideias de looks e maquiagens para nosso maquiador e estilistas e fico tipo, ‘Ohhh, deveríamos experimentar este look e deveríamos fazer este olho‘”, ela ri. “Eu sabia que juntos poderíamos criar minha paleta dos sonhos, algo que meus fãs pudessem usar para criar looks fora deste mundo de loucos.”

Falando de seu apartamento em Londres, Jade está relaxada, aberta e cheia de paixão – por sua vida no Little Mix, sua vida pessoal e seus próximos empreendimentos de beleza. E para não mencionar: muito feliz que o tempo esteja mudando, para que ela possa lançar sua paleta apropriada para o outono nas noites pós-pandemia, imediatamente. “Eu sou uma garota do inverno. Eu gosto do frio. Eu gosto de me sentir confortável. Sim. Para ser sincera, o verão não é minha vibe”.

Amo beleza – sempre amei desde muito cedo.

Isso é meio que um retrocesso, mas eu fiz um curso de maquiagem na faculdade naquela época, então sempre tive um amor por maquiagem ao longo dos anos. Acho que o Little Mix tentou de tudo que você pode pensar quando se trata de estilos e tendências diferentes.

Acho que meus fãs sabem que adoro experimentar cores.

E eu amo todo o glamour de tudo isso e todas as diferentes sombras. Cada vez que faço uma sessão de fotos ou um vídeo, é uma chance de fazer um visual diferente – e sou muito versátil quando se trata disso. Então, sim, parecia que quando eu e Beauty Bay começamos a trabalhar juntos, eles eram conhecidos por fazer as melhores paletas, então parecia que iria dar certo.

Nos últimos anos, especialmente, eu e as meninas começamos a nos aprofundar nas coisas pelas quais somos individualmente apaixonadas ou nas quais trabalhamos juntas, e tem sido adorável.

Obviamente, apoiamos muito os empreendimentos umas das outras, e acho que isso deu aos fãs mais uma chance de ver o que está dentro de nós. Isso dá às pessoas uma visão de que elas realmente não sabem muito sobre Little Mix ou sobre nós individualmente, elas podem pensar: ‘ah, na verdade Jade gosta desse tipo de coisa e Leigh gosta desse tipo de coisa e Perrie curte tal cor…Tem sido adorável, e acho que o último ano e meio deu a todos nós a chance de refletir e pensar sobre as coisas que queremos fazer sozinhas e em grupo.

Estou em uma fase da minha vida em que estou tão confortável na minha própria pele.

Eu sei exatamente o que funciona para mim. Não tenho medo de tentar coisas novas e experimentar cores e tal. Eu acho que, como alguém que ama arte e outras coisas em geral, isso funciona. É uma forma de arte para mim, me maquiar e me expressar dessa forma é realmente incrível. Então me senti muito bem [em fazer uma paleta de sombras com Beauty Bay. Acho que a pandemia deu a todos a chance de obter uma perspectiva melhor de todas as coisas que são prioridade.

A melhor versão de mim mesma em termos de maquiagem é apenas elevar minha beleza natural.

Acho que todo mundo deveria fazer isso! Acho que quando comecei no Little Mix e quando era adolescente, a maquiagem era usada como uma máscara para cobrir quem eu realmente era, entende? E a medida em que fui amadurecendo, percebi que não é uma máscara; maquiagem é mais uma expressão de quem você realmente é, e não serve para se cobrir. É para se elevar. Então agora não costumo exagerar tanto quanto antes. Eu faço coisas que já acentuam minhas características ao invés de esconder.

Eu acho que minha maquiagem favorita em uma noite fora ou algo assim é apenas um clássico olho esfumado dourado.

Essa é a minha escolha porque combina com o meu tom de pele e sinto que todo mundo consegue ficar lindo com um olho esfumado dourado. E isso está definitivamente na paleta.

Acho que essa paleta foi uma oportunidade de mostrar a todos um pouco sobre mim que talvez elas não conhecem – como meu amor por pedras e cristais de cura; minha espiritualidade, que é definitivamente algo pelo qual me tornei cada vez mais apaixonada nos últimos anos.

Eu precisava de algo que me mantivesse com os pés no chão e me mantivesse bem, mental e fisicamente. Se tornou parte disso espiritualmente e eu sou obcecada por cristais. Minha mãe é obcecada por cristais e esse foi um dos meus primeiros pensamentos ao fazer a paleta. Essa é a inspiração original. Eu me sinto como a paleta – era importante para mim ter algo para todos, porque estou bem ciente de que algumas pessoas não gostam de experimentar muito ou algumas pessoas adoram se divertir muito. Então, quando concordei em fazer isso com Beauty Bay, queria ter certeza de que atenderia a todo tipo de pessoa e cada tom de pele diferente. Não importa o quanto você queira se aventurar ou não, está tudo aí.

Sempre tenho cristais comigo onde quer que esteja.

Alguns atendem a certos aspectos da sua vida ou ao que você precisa naquele momento. Eu nomeei alguns tons na paleta depois dos meus cristais favoritos – turmalina é a minha pedra favorita, afasta qualquer negatividade. Eu acho que não importa o quanto as pessoas acreditem nisso ou não, apenas de uma perspectiva psicológica, para mim, é tudo uma questão de se aprofundar. Eu acho que é muito importante se livrar de qualquer energia negativa e constantemente manter a positividade. Suponho que não tenho uma religião específica, então uso isso como um meio de acreditar em algo maior do que eu e que funciona para mim.

Definitivamente, houve muitas mudanças em minha vida recentemente. Muita coisa aconteceu.

Obviamente, eu e as meninas somos três – duas das meninas acabaram de ter filhos, então houve muitas mudanças em minha vida. Eu conheci alguém, me apaixonei e todas essas coisas sentimentais, então – sim! Definitivamente parece que, mais do que nunca, muita coisa aconteceu ao mesmo tempo. Mas é tão emocionante e, como dissemos antes, a pandemia deu a todos a chance de refletir e pensar sobre suas prioridades e pensar sobre as coisas em que realmente querem se concentrar. Saí dessa experiência com ainda mais motivação e mais ambição de alcançar todas as coisas que quero alcançar e estar mais presente para minha família e amigos – e, obviamente, sair mais e usar mais maquiagem! Porque eu passei um ano e meio no apartamento sem nada e estava toda relaxada, então foi bom começar a me vestir de novo.

As outras meninas estão adorando ser mães, honestamente, elas se adaptaram a isso muito bem.

Eu sempre soube que seriam ótimas mães, fui ver Leigh na semana passada e conheci as gêmeas que são tão lindas, elas dormiam o tempo todo – mas quer saber, foi tão estranho porque sempre éramos só nós. Pela primeira vez, estamos realmente percebendo que elas tiveram filhos – na verdade, vendo-os ali na nossa frente, realmente são reais; não era um adereço. Eu sinto que, por causa de todos os videoclipes que temos feito com elas grávidas, não sei por que, mas na minha cabeça eu meio que não pensei que fosse real ou tipo – todas as vezes que estávamos fazendo um videoclipe, cada personagem que elas interpretavam em um videoclipe giraria em torno de sua gravidez também, então foi quase como um pequeno teatro divertido que estávamos fazendo. Ver Leigh e os bebês foi como, “Oh, eles estão aqui e são perfeitos e você é mãe agora e tem que fazer isso”. Mas estou tão orgulhosa delas e elas arrasaram. Elas são rainhas absolutas, trabalhando duro – e tinham uma a outra o que eu acho que realmente as ajudou. É incrível. Espero ver Perrie em breve e ser a melhor tia que posso ser.

Nunca pensei em me comparar – não sou eu, é todo mundo.

São outras pessoas ao meu redor que tentam me pressionar, não sei se estar em uma dinâmica de grupo pode significar que me acostumei com a comparação e por isso não me afeta tanto.

Todos estão em lugares diferentes em suas vidas e às vezes presume-se que eu deveria sentir, porque sou uma mulher, que estou atrasada e deveria me sentir de uma certa maneira que ainda não estou naquele ponto da minha vida…

Mas estou incrivelmente orgulhosa de onde estou na minha vida e do que conquistei e da minha carreira. Eu tenho um namorado incrível, tenho amigos e família incríveis e sou uma mulher de negócios – por que me sentiria excluída?! Mas é interessante como toda entrevista sou perguntada “Você está se sentindo pressionada?”, E eu fico tipo “Não, querido! Você está?! Quer que eu pergunte se você quer ter um filho ou dois?” Tipo, é uma pergunta bem pessoal, não é? Então, às vezes parece um pouco invasivo. Acho que todo mundo se move em ritmos diferentes e estou feliz com o meu.

Se minha necessaire de beleza estivesse pegando fogo, há três coisas que eu salvaria.

Obviamente, vou dizer a paleta porque coloquei muito trabalho nisso para não deixa-la queimar, então ela tem que vir conosco. Eu me sinto tão orgulhosa de olhar para ela – quando vejo Jade em cima dela e abro e são todas as tonalidades que eu nomeei e são todas as cores que eu gosto – não há nenhuma maneira de eu deixar isso pegar fogo. Então, isso está vindo conosco. Eu diria que talvez apenas um batom nude clássico, eu teria que salvar. Porque eu sinto que se você está sem maquiagem, contanto que você tenha um pouco de batom nudes e nada mais, você está classificada – você sabe o que quero dizer? E finalmente o terceiro produto pode ser uma escova de sobrancelha? O que eu nunca pensei que diria, mas as sobrancelhas estão tão grandes agora, não estão? Elas são uma prioridade. Contanto que elas sejam retocadas e estejam todas no lugar certo, estamos bem.

A Jade do The X Factor teria economizado três produtos de maquiagem muito diferentes.

Um lábio rosa fúcsia, um cílio enorme e, o que mais… sobrancelhas simplesmente não eram uma coisa para mim, então é tão louco para mim… talvez um brilho labial ou algo assim? Mas quero dizer, naquela época, especialmente para nós, meninas, acho que os maquiadores ficavam tão animados com a ideia de uma nova banda de garotas que tudo dava certo. Era apenas jogar qualquer coisa em nossos rostos e esperar pelo melhor naquele momento. Foi uma bagunça! Naquela época as estrelas pop estavam realmente fazendo o máximo – tinha a Katy Perry…era tudo muito colorido, não era? Nicki Minaj…todos esses artistas que estavam fazendo uma maquiagem ousada realmente brilhante e a cor dos olhos era muito diferente dos lábios… tínhamos penas em nossos cílios. Realmente foi aprender de uma vez então nós definitivamente aprendemos a abrandar ao longo dos anos, com certeza.

Daqui a dez anos, gostaria de ainda me apresentar com as meninas.

Estaremos fazendo algo juntas. Terei construído mais do meu império. Talvez mais coisas de beleza e mais outras coisas que eu gosto, como arte e meus negócios em minha cidade natal.

Do jeito que está, a cada ano que envelheço, fico mais confiante em mim mesma, então gostaria de imaginar que daqui a dez anos estarei em um lugar onde literalmente nenhum corpo vai me afetar quando se trata de amor-próprio.

E talvez eu estivesse ajudando a apoiar outra banda de garotas também. Está ficando um pouco solitário aqui. Nós precisamos de mais. Então, sim – estarei ajudando a hastear a bandeira lá, suponho.


Confira as fotos da cantora para campanha em nossa galeria:

 

 

Tradução e Adaptação: Equipe BrasilLM | Fonte



27.09.21

Jade Thirlwall falou sobre como suas parceiras de banda, Perrie Edwards e Leigh-Anne Pinnock, estão lidando com a falta de sono desde que viraram mães.

Perrie e Leigh deram as boas vindas aos seus primeiros filhos em agosto com poucos dias de diferença e desde de então tem se dedicado a maternidade além de suas carreiras musicais.

Leigh-Anne teve gêmeos com o jogador do QPR, Andre Gray, enquanto Perrie teve um filho, chamado Axel, com o meio campista do Liverpool, Alex Oxlade-Chamberlain.

E com duas do trio agora em licença maternidade, Jade, 28, brincou com a dupla ‘não sabe que existe sono’. Em uma entrevista ao The Strawberry Alarm Clock do FM104 , o cantor disse:

Elas têm dito que simplesmente não sabem mais como dormir, elas não lembram mais que o sono existe. Acabei de decidir o que vou comprar porque demorei muito para pensar em algo. Você sabe como é – todo mundo compra roupas e as mesmas coisas, tenho certeza de que elas têm tudo que precisam.

Jade revelou que recebeu um conselho doce do hitmaker Ed Sheeran:

‘A última vez que falei com Ed Sheeran, foi depois do Euro quando fomos tomar uma bebida. Ele estava me dizendo que quando ele teve seu filho, todo mundo sempre se esquece da mãe e que eles podem precisar de algo também. Eu estava tipo,’ esse é um conselho muito bom’. Acho que vou dar às meninas algo como um dia de spa interno para que elas recebam um bom agrado. Elas merecem!

A banda celebrou recentemente seu aniversário de dez anos, desde que ganhou o X-Factor em 2011. Seu último hit Love (Sweet Love) foi lançado em 3 de setembro. O videoclipe apresenta as estrelas grávidas vestidas como deusas.

Tradução e Adaptação: Equipe BrasilLM | Fonte



Little Mix Brasil • Hospedado por Flaunt • Layout por Lannie D &